A companhia tem expandido sua categoria de mercado desde o início da pandemia. Foto: Pixabay.

Tamanho da fonte: -A+A

A Magazine Luiza acaba de anunciar a aquisição da VipCommerce, plataforma mineira de e-commerce white label com foco no varejo de alimentos.

O valor e os termos da transação não foram revelados pela companhia.

Fundada em 2015, a startup sediada em Belo Horizonte permite que varejistas criem lojas digitais para desktop, celular e apps, oferecendo a gestão completa do ciclo do pedido, da compra à entrega final, e o controle de estoque em tempo real. 

Atualmente, a plataforma da VipCommerce conta com mais de 100 redes de supermercados, com 400 lojas localizadas em 18 estados do país — reunindo mais de 300 mil itens em estoque e processando R$ 250 milhões em vendas anualizadas.

Com a aquisição, a Magalu espera que a ferramenta funcione como um atalho para que milhares de varejistas alimentares se conectem ao seu marketplace.

A companhia tem expandido rapidamente a sua categoria de mercado desde o início da pandemia, inicialmente com foco no estoque próprio. Agora, a combinação dela com o sortimento de supermercados locais possibilitará a oferta de itens perecíveis. 

Atualmente, a categoria representa mais de 40% de todos os itens vendidos no e-commerce do Magalu, que já é um dos maiores vendedores online de mercado no Brasil.  

Esta é a primeira aquisição anunciada pela companhia em 2021, mas não deve ser a última. Só no ano passado, a Magalu realizou 11 aquisições, entre elas Estante Virtual, AiQFome, Hubsales, Stoq, Inloco, Canaltech, ComSchool e a fintech Hub.

Listada no Novo Mercado da B3 desde maio de 2011, a Magalu conta com mais de 47 mil funcionários e 1.237 lojas em 18 estados do país.

A companhia possui outras cinco marcas online: Netshoes, Zattini, Shoestock, Época Cosméticos e Estante Virtual — além de milhares de sellers em seu marketplace, que conta com 30 milhões de usuários ativos no aplicativo.