Paul Allen. Foto: divulgação.

Paul Allen, cofundador da Microsoft ao lado de Bill Gates, que hoje em dia atua como investidor e filântropo, planeja levar um braço da Vulcan Capital, sua empresa de investimentos, ao Vale do Silício.

Segundo reporta a Reuters, o bilionário deverá abrir um escritório da Vulcan em Palo Alto dentro das próximas semanas.

Membros da diretoria do grupo divulgaram que, com a chegada no vale, a empresa pretende aumentar sua abrangência nos investimentos em tecnologia.

Abhishek Agrawal, ex-General Atlantic, será o gerente da nova filial. Segundo dados divulgados pelo grupo, o escritório terá autonomia para fechar parcerias com valores de US$ 10 milhões a US$ 100 milhões, na área de internet e tecnologia.

Atualmente, conforme destaca o The Next Web, o grupo possui investimentos em áreas variadas como educação (Laureate), energia, finanças, saúde e mídia (Dreamworks).

Na área de tecnologia, a Vulcan possui dinheiro injetado em companhias como Audience, Gist e Redfin.

A companhia de Allen também possui um trabalho próprio no desenvolvimento de projetos tecnológicos. Em 2012, a empresa lançou o Fayve, um app de gerenciamento de mídias que foi desenvolvido originalmente para catalogar a extensa coleção de filmes que Allen possui.

Mesmo com o prestígio que a empresa de Allen possui no mercado, no meio tecnológico ele não é uma unanimidade. Em 2010, o executivo se envolveu em um processo judicial envolvendo patentes de sua incubadora Interval Research, já defunta.

Na ocasião, Allen processou 11 companhias, entre elas Apple, Facebook, Google, AOL, Yahoo, eBay, Netflix e YouTube.

"Considerando que a maioria destas empresas estão envolvidas em diversos processos entre si, a rixa de Allen não deve incomodar tanto assim para a Vulcan Capital", observam os analistas do The Next Web.