CONTROLE

Braskem usa IoT nos seus splits

03/05/2018 05:06

Ideia é diminuir desperdício de energia com splits. Foto: Pixabay.

Tamanho da fonte: -A+A

A Braskem, uma das maiores empresas do setor petroquímico brasileiro, começou um projeto piloto no qual usará tecnologia de Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês) para controlar remotamente os 76 aparelhos de ar condicionado do tipo split em uso na sua operação em Salvador, na Bahia.

A tecnologia é da startup gaúcha Allexo, fundada no final de 2016 e especializada em projetos de IoT para o segmento industrial e comercial. 

A conectividade dos equipamentos será feita por meio de SIM Cards da VirtuEyes, outra companhia gaúcha e também uma das investidoras da Allexo. 

O objetivo é reduzir a conta de energia em até 30%. Eventualmente, o projeto poderá se estender a todos os 20 prédios da Braskem no Brasil.

“Hoje os prédios da Braskem são todos manuais, tendo uma pessoa para ligar e desligar e parametrizar a temperatura de todos os splits conforme necessidade de cada usuário”, resume Eduardo Aloisio, diretor comercial da Allexo.

Agora, o projeto é que o sistema da Allexo “aprenda” qual a temperatura mais adequada para a sala em função do número de pessoas presentes e do conforto térmico, além de desligar o ar-condicionado a partir da saída da última pessoa.

A Allexo é comandada por Alexandre Winck Ramos, um executivo experiente no setor de energia, com passagem por empresas como IMS Power Quality e Theolia.

A VirtuEyes atende clientes como Águas Sarandi, Orsegups, TeleAlarme, Multiportal, Suntech do Brasil e Cindapa, entre outros.

Veja também

TENDÊNCIA
Construção tem grupo focado em IoT

A Rede Construção Digital tem 11 integrantes, incluindo nomes como Thyssenkrupp, BKO  e Amanco. 

SAP
SPRO: produto agro certificado Leonardo

A companhia criou uma solução que usa sensores para fazer a gestão de aviários.

AUTOMAÇÃO
Oxford Porcelanas adota RFID

O investimento da Oxford foi de R$ 400 mil para todas as adaptações necessárias. 

NEGÓCIOS
Whirlpool vende Embraco por US$ 1,08 bilhão

A compradora é a japonesa Nidec Corp.

CARREIRA
Ingram Micro tem diretor para IoT

Nos últimos quatro anos, Alexandre Nakano atuou na função de diretor de vendas da Network1.

MICROSOFT
Thyssenkrupp: IA e RA para manutenção

Hoje, 50 unidades piloto equipadas com MAX já estão em funcionamento no Brasil.