Além das belas paisagens, Dinamarca também entrega alta tecnologia para saúde.

O Hospital Santa Paula, de São Paulo, assinou com a dinamarquesa Daintel um acordo de transferência tecnológica e de validação da tecnologia da companhia para a realidade brasileira.
A Daintel atua no desenvolvimento de software para serviços hospitalares e desenvolveu o sistema de Informações Críticas para Unidades de Terapia Intensiva (CIS) e anestesiologia.
O CIS é um prontuário médico eletrônico integrado ao sistema de administração e prescrição eletrônica de medicamentos (EPAS), solução de gerenciamento de dados do paciente e módulo de inteligência de negócios.

Para o presidente do Santa Paula, George Schahin, o acordo com a companhia dinamarquesa irá ajudar a melhorar a segurança dos pacientes em CTIs e outros processos hospitalares, não apenas para a instituição, mas para outras de todo o país, já que a parceria prevê a tropicalização de soluções.

“Estamos dispostos a procurar novas tecnologias com o objetivo de chegar ao estado da arte em tratamentos e segurança para o paciente”, afirma Schahin.

A Ministra de Comércio e Investimentos da Dinamarca, Pia Olsen Dyhr, participou da assinatura do acordo com a Daintel e visitou as novas instalações do Instituto de Oncologia do Santa Paula (IOSP).

Outras parcerias de transferência tecnológica têm andado no mercado brasileiro de saúde.

Há pouco o Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE) adotou dispositivos móveis de vídeo da Cisco para um projeto piloto de telemedicina, em um projeto voltado a otimizar a comunicação entre as equipes da UTI e pronto socorros.

A meta é dar assistência a pacientes graves, no caso de ausência de especialistas na unidade pública ou da necessidade de segunda opinião.

Em fase piloto, o programa já resultou em mais de 70 avaliações no pronto-socorro e na UTI de um hospital municipal envolvido no projeto desde maio de 2012, com casos analisados em tempo real pela equipe do HIAE em esquema 24x7.