CIOs mais participativos ajudam no lucro. Foto: flickr.com/photos/baggyjumper/

O estudo anual Digital IQ, da PwC, aponta que empresas nas quais os CIOs mantêm relações fortes e sólidas com outros executivos são quatro vezes mais propensas a alcançarem melhores resultados de negócios, como crescimento de receita e margens de lucro elevadas.

A consultoria entrevistou 1,1 mil líderes de negócios e tecnologia de todo o mundo. Assim, dividiu as respostas em dois grupos: os 13% dos entrevistados que se classificaram como “fortes colaboradores” na “C-suite”, e os outros que não o consideram.

O estudo encontrou uma correlação entre a forte colaboração com os demais executivos “C-level” e melhores desempenhos empresariais, aponta o site Computerworld.

Essas empresas reportaram crescimento da receita de 5% ou mais no ano anterior e elevados níveis de rentabilidade e inovação.

Os CIOs caracterizados como colaboradores vinculam o plano de TI à estratégia corporativa e investem mais na inovação.

Para Chris Curran, diretor da PwC, os CIOs devem iniciar “conversas digitais” que ajudem os demais executivos a verem  a TI como uma parte importante da estratégia de negócios e a compreenderem que os investimentos em tecnologias emergentes devem estar diretamente relacionados com as prioridades de negócios.