Norberto Maraschin Filho.

Norberto Maraschin Filho, ex-CEO da Positivo BGH, joint venture da fabricante brasileira de PCs na Argentina, acaba de assumir o cargo de vice-presidente de Mobilidade da Positivo

O executivo assume o cargo no lugar de Germano Couy que liderava a área de mobilidade desde 2012.

Couy entrou na Positivo por meio da aquisição da Megaware, fabricante brasileira de PCs da qual era CEO.

Maraschin é um profissional com mais anos de Positivo, tendo entrado na empresa 2009, quando assumiu a gerência de Estratégia e Novos Negócios, na qual liderou projetos de novos canais de distribuição, fusões e aquisições e de parcerias estratégicas com empresas de telecomunicações. 

Anteriormente, trabalhou mais de oito anos em consultorias estratégicas e atuou nas empresas Oliver Wyman e Booz & Company, em mercados como Brasil, Colômbia, Equador e Índia. 

É possível dizer que a posição de VP de Mobilidade é uma das mais importantes para o futuro da Positivo.

Até agora, a empresa vem escapando bem da decadência do mercado de PCs, que está chegando um pouco mais tarde no Brasil que no resto do mundo.

No ano passado, enquanto as vendas de PCs no país caíam 10% para 13,9 milhões de unidades vendidas, segundo dados do IDC, a Positivo se mantevem como líder de mercado, incrementando as vendas em 19%, para  802,8 mil unidades.

Mas, ao que tudo indica, o mercado de PCs deve seguir em queda livre [março, um mês teoricamente bom, viu queda de 37% nas vendas frente ao mesmo mês do ano passado, aponta o IDC] e a gigante brasileira, com faturamento de R$ 2,8 bilhões no ano passado [alta de 21%] deverá buscar novas fontes de rendas.

É aí que entra a linha de celulares, pequena relativamente falando, mas em rápido crescimento.

No ano de 2013, a Positivo vendeu 266,8 mil aparelhos, expansão de 410,2%, sendo representado por 191,3 mil feature phones e 75,5 mil smartphones. No ano, foram comercializados 234,9 mil equipamentos no corporativo, crescimento de 61,6% em relação a 2012.

ENQUANTO ISSO, NA ARGENTINA

Em paralelo, o executivo Miguel Stief assume a posição de CEO da Positivo BGH, na Argentina. Com mais de 20 anos de carreira – no Brasil, Alemanha, Estados Unidos, México e China –, trabalhou em empresas como LiteOn Mobile, NXP Semiconductors e Philips.