André Ferraz, fundador da Incognia. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Incognia, startup brasileira de identidade mobile por localização, recebeu um aporte de US$ 15,5 milhões em rodada liderada pela americana Point72 Ventures.

Fundada por André Ferraz, a companhia era um braço da InLoco, especializada em problemas de segurança e privacidade, que foi vendida para a Magalu em 2020, na época avaliada em US$ 75 milhões.

Ao vender a empresa, Ferraz manteve sua tecnologia proprietária de geolocalização para prevenir fraudes. 

Com sensores de wifi e bluetooth para capturar os dados em uma precisão maior que a do GPS, a Incognia começou a operar em outubro de 2020, quando fechou com seu primeiro cliente, o banco BMG.

Hoje a empresa atende 25 clientes no Brasil, Estados Unidos, México e Índia. Entre eles, estão iFood, WillBank, NextDoor e FortBrasil.

Segundo o Brazil Journal, 30% da receita do negócio vem de fora do Brasil e o objetivo é chegar a 50% até o final do ano.