Meta é ter um hospital sem papel. Foto: Shutterstock.

O Hospital da Unimed Bauru (HUB) está migrando suas soluções de gestão para um pacote de produtos de prontuário eletrônico, gestão clínica e de administração da MV Sistemas. 

O projeto deve estar concluído até o primeiro trimestre de 2016.

Segundo nota da MV, que não informa quem era o fornecedor em questão, a instituição já havia passado por um processo mal sucedido de implantação do prontuário eletrônico. 

“A partir do momento em que é mais rápido dar prosseguimento a um atendimento com o uso do papel em vez do sistema, perde-se o interesse na tecnologia”, comentou Antônio Dias Soares Neto, gestor de TI da Unimed Bauru.

A Unimed Bauru tem um corpo clínico formado por mais de 690 médicos cooperados, 227 leitos em operação, mais de 1.800 internações, quase 4 mil atendimentos ambulatoriais/externos e mais de 12.500 atendimentos de urgência por mês.

A solução que permite, por exemplo, a criação de prescrições padronizadas, protocolos clínicos e alertas automáticos no caso de interações medicamentosas e alergias.

A MV é hoje uma das maiores empresas de software para saúde no país com uma receita líquida de R$ 161 milhões no ano passado, uma alta de 20% frente a 2013.

A meta para este ano é crescer novamente 20%, chegando a R$ 193 milhões.

Com mais de 800 clientes no Brasil, na África e na América Latina - entre hospitais, operadoras de planos de saúde e saúde pública – a MV conta com um total de 100 mil médicos e 250 mil profissionais usando as plataformas da empresa.