A Santa Casa selecionou cinco desafios para o health.idea. Foto: Divulgação.

A SAP Labs Latin America e a Unitec (Incubadora Tecnológica da Unisinos) terão a Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, maior instituição hospitalar do Rio Grande do Sul, como a primeira parceria de um novo programa de incubação.

Chamado de .Idea, o objetivo do projeto é mapear problemas reais de diversos segmentos da indústria e buscar empreendedores que possam desenvolver soluções de IoT para resolver essas questões com a mentoria da SAP.

A área de saúde é o foco da primeira edição, em parceria com a Santa Casa, hospital-escola da Universidade Federal de Ciências e Saúde de Porto Alegre (UFCSPA).

Para dar início ao projeto, o hospital consultou mais de 600 lideranças para identificar possíveis oportunidades de inovação. 

A partir disso, a Santa Casa selecionou cinco desafios para o health.idea. As propostas englobam relações com pacientes e médicos, dimensionamento da enfermagem, gestão de filas de leitos e bloco cirúrgico e coleta de informações de pacientes na beira do leito.

O programa está com inscrições abertas para startups até o dia 14 de julho. 

No dia 21 de julho, 20 startups irão até a SAP Labs para apresentar suas ideias para as equipes da Santa Casa, da SAP e da Unitec. Depois, ocorrerá a etapa de escolha dos 10 empreendedores que vão transformar suas iniciativas em produtos. 

Cada ciclo do programa .Idea terá a duração de 18 meses. Durante os primeiros seis meses, os empreendedores das startups selecionadas receberão as demandas de problemas do cliente apoiador do programa e deverão desenvolver um protótipo funcional para ser validado junto ao corpo técnico do programa.

Até o dia 1º de fevereiro de 2018 (terceira etapa do programa), as empresas precisam demonstrar um produto viável. A partir de então, as ideias aptas selecionadas continuarão o processo de incubação com todo o suporte da SAP e da Unitec para se desenvolverem e chegar ao resultado de uma tecnologia para comercialização.

“O contato inicial sobre esse projeto foi feito pela SAP, que procurou a Santa Casa com uma proposta que foi aderente à estratégia da instituição, pois já estávamos planejando iniciar um programa de inovação aberta”, relata Carlos Klein, gerente de Ensino e Pesquisa da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre.

Para dar continuidade na relação com as startups, Klein afirma que Santa Casa está montando um planejamento com as aceleradoras Ventiur e Grow+ para investir em eventuais soluções que se destaquem.

Além disso, o hospital terá um espaço de coworking para abrigar empresas mapeadas neste e em outros projetos de inovação.