O Grupo Lunelli conta atualmente com 16 mil clientes e 4,5 mil colaboradores. Foto: Divulgação.

O Grupo Lunelli, indústria têxtil focada em vestuário, confecção e tecidos com 18 fábricas espalhadas pelos estados de Santa Catarina, São Paulo e Ceará, optou pela atualização do parque de servidores e storages com a HPE. 

A companhia adquiriu máquinas com maior poder de processamento e armazenamento para adequar o parque ao momento de negócios da organização, que conta atualmente com 16 mil clientes e 4,5 mil colaboradores.

Com parque tecnológico HPE desde 2011, por meio da atuação dedicada da HPE e da Sercompe, o grupo experimentou uma curva acentuada de crescimento da demanda da TI nos últimos anos.

Uma demanda importante atual foi preparar o parque tecnológico para a perspectiva de aumento da demanda dos dois data centers (um principal e um redundante) e melhorar a integração e a eficiência de todos os sistemas conectados.

A companhia também iniciou um processo de internacionalização a partir da abertura da primeira unidade fora do país: com previsão de início da operação em agosto de 2019, a planta no Paraguai deve produzir inicialmente 150 toneladas ao mês (mas está preparada para 400 toneladas). Todas as plantas fabris do grupo produzem atualmente 1 mil toneladas. 

Por causa desses fatores, a Sercompe desenhou um projeto baseado em tecnologias escaláveis e de alta performance. Após POCs com diversas opções de parceiros e fabricantes, o Grupo Lunelli decidiu pelo projeto da HPE e incrementou sua capacidade.

“Atualmente reunimos, no mesmo sistema, 35 CNPJs. Tivemos um salto grande após a implementação do data center redundante em 2011 e, embora não tivéssemos problema com a tecnologia anterior, estava chegando o momento em que exigiríamos mais dela. Por isso escolhemos pelo projeto HPE, que propôs a implementação de uma solução que reúne servidores HPE Synergy e storages 3PAR All-flash”, conta Jonas Andreas Ender, gerente de TI do Grupo Lunelli.

Os desafios do projeto envolveram adequação econômica da tecnologia (a empresa tinha um cenário de licenciamento de softwares ainda com longa validade, então o novo projeto precisava ser alinhado com o legado), além da exigência de que a migração para a nova infraestrutura ocorresse com o menor impacto possível para o usuário final do sistema. 

A janela de migração foi de duas semanas, durante um período de férias coletivas dos colaboradores. No final, após a equipe ter previsto 4 dias de parada, a migração foi concluída em menos de 3 dias.

A nova tecnologia da HPE consistiu em uma plataforma HPE Synergy, solução definida por software, e storages HPE StoreServ 3PAR All-Flash, além de software para backup. O projeto ainda envolveu serviços de instalação, mais garantia e suporte HPE Pointnext, o braço de serviços da HPE.

“Ganhamos muito em performance. Agora consigo ver um painel, em tempo real, com detalhes sobre o andamento de cada processo, de cada operação. A tecnologia agilizou a tomada de decisão em produção, planejamento, logística, incrementando a produtividade como um todo”, ressalta o executivo.

Em atuação desde 1987, a Sercompe tem matriz em Joinville e atuação em toda a região Sul e o estado de São Paulo. A companhia atua com fabricantes como HPE, Veeam, Fortinet, Microsoft e VMware.