PELADA

Appito capta R$ 27 milhões

03/08/2022 15:37

Startup quer transformar joguinho entre amigos em uma experiência high tech.

Os dois campos de futebol society da sportstech atendem mensalmente cerca de 1,5 mil pessoas (Foto: Divulgação)

Tamanho da fonte: -A+A

A Appito, startup paulista com foco em futebol amador, recebeu um aporte de R$ 27 milhões em uma rodada que reuniu os fundos de venture capital Iporanga, Global Founder Capital e Inteligo Bank.

O dinheiro deve significar um salto na experiência de uso da Appito para os seus 800 mil usuários, que até agora usavam o aplicativo apenas para encontrar partidas de futebol amador em suas proximidades, como uma espécie de Tinder do mundo dos esportes.

Com o dinheiro, a Appito vai instalar câmeras com tecnologia de visão computacional em seu complexo de campos próprios na Vila Leopoldina, na capital de São Paulo, até o final deste ano. 

Os dois campos de futebol society atendem mensalmente cerca de 1,5 mil pessoas. No momento, a startup tem 90% dos finais de semanas locados em seus campos até dezembro de 2022.

Os equipamentos permitirão gerar dados concretos sobre a atuação de cada jogador com base em  imagens analisadas por inteligência artificial, computando chutes a gol, assistências e distância percorrida.

A ideia da Appito é agregar na pelada entre amigos “uma experiência de jogo aumentada e gamificada”.

Além disso, por meio da inteligência artificial, o registro das partidas realizadas nas quadras do complexo passará a ser automático no aplicativo da Appito.

Até o momento, a sportstech ainda não bateu o martelo sobre qual empresa deverá fornecer a tecnologia para seus campos.

“Nosso objetivo é ser a maior marca de futebol amador da América Latina. Entendemos que mais de 30 milhões de brasileiros jogam futebol e, somado às novas modalidades, temos um grande potencial de mercado para explorar”, afirma Rodolphe Timsit, CEO e cofundador da Appito.

No Brasil, o mercado de futebol amador movimenta anualmente R$ 25 milhões com mais de 30 milhões de jogadores e 5 mil complexos voltados para essa modalidade. 

Além do bom número de usuários, a empresa tem patrocínio de marcas como Adidas e Ambev, de olho no público segmentado, formado na maioria por homens de entre 25 a 40 anos. 

Apesar de atualmente possuir apenas um complexo de campos em São Paulo, a startup pretende lançar mais duas arenas na cidade nos próximos meses, e tem planos para inaugurá-las nas demais capitais brasileiras no futuro.

Criada em 2018, a Appito foi idealizada por Rodolphe Timsit e Alexandre Delepau.

Ainda em 2019, a startup já havia recebido um aporte de US$ 900 mil pelos fundos Iporanga, GFC e investidores-anjo, como Paulo Passoni e Marcelo Claure, ambos ex-Softbank, voltado para a construção da primeira arena de campos da empresa e seu aplicativo.

Veja também

APORTE
Intera capta R$ 9,85 milhões

Empresa de software para recrutamento ainda está em fase inicial.

INVESTIMENTO
Dr.Consulta recebe aporte de R$ 170 milhões

Rede de medicina popular recebe mais um aporte de grande volume.

SUSTENTABILIDADE
Deep capta R$ 9 milhões

Em rodada seed, a startup de ESG recebeu o primeiro aporte do iV Ventures. 

CVC
Lojas Renner faz seu primeiro aporte

Investida é a Logstore, em rodada liderada pela Domo Invest.

APORTE
ContaÁgil capta R$ 1,8 milhão

Startup gaúcha irá usar o dinheiro para adquirir mais clientes.