Instituição de ensino fica na região Oeste de Santa Catarina. Foto: divulgação.

A Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó), instituição de ensino superior localizada no Oeste de Santa Catarina, adotou a solução de disaster recovery da Oracle, replicando sua base de dados em um segundo ambiente.

Segundo a instituição, que está localizada em uma região com alto custo de link de dados, a preocupação com segurança foi o maior motivador para investir na recuperação rápida na ocorrência de paradas não planejadas — que afetam a disponibilidade da infraestrutura e podem comprometer os processos da universidade.

"Queríamos investir em uma solução que garantisse a continuação dos nossos negócios, já que, nesse momento de pandemia, nossos alunos estão tendo aulas remotas e nossa equipe está trabalhando em casa. Precisávamos ter a certeza de que nossos serviços estão ativos sem quaisquer pausas”, conta Lissandro Hoffmeister, diretor de tecnologia da Unochapecó.

Como a universidade já utilizava serviços da Oracle há mais de 30 anos, projeto foi fechado diretamente pela empresa de tecnologia através do Universal Credits, um modelo de compra e uso para o Oracle Cloud Services na qual o cliente tem acesso ilimitado a todos os serviços de IaaS e PaaS elegíveis.

Segundo a companhia, o serviço incentiva diversas empresas a investirem na nuvem de forma personalizada e sem alteração de budget. 

"Esse é um meio que encontramos de fornecer inovação para os mais variados mercados. Entendemos a importância do disaster recovery para a Unochapecó, uma vez que a segurança é ainda mais necessária em época de pandemia", afirma Rodrigo Solon, diretor sênior de setor público da Oracle Brasil.

O processo de réplica de toda a base de dados da instituição no ambiente em nuvem da Oracle levou cerca de 15 dias e a base de dados da instituição já está sincronizada, sendo atualizada em apenas alguns minutos com o gerenciamento da universidade.

Fundada em 1970, a Unochapecó possui mais de 40 cursos de graduação, além de pós-graduação, pesquisa e extensão. 

A universidade faz parte Associação Catarinense das Fundações Educacionais (ACAFE), que possui 16 instituições em 53 cidades de Santa Catarina, somando mais de 150 mil alunos.