EvoBooks desenvolve estratégias de ensino digital. Foto: Ermolaev Alexander/Shutterstock.com

A EvoBooks, empresa que desenvolve estratégias de ensino digital utilizando conteúdos curriculares 3D e interativos, foi selecionada pelo Start-Up Brasil para representar o Brasil no World Startup Competition. 

A disputa mundial, que reúne startups de 40 países, acontecerá na Coréia do Sul, nos dias 24 e 25 de novembro.

Para a seleção, o Start-Up Brasil avaliou critérios, como crescimento financeiro, quantidade de usuários, estrutura e maturidade da empresa, além do crescimento no Brasil e América Latina. 

Escolhida entre mais de 100 empresas de diversos setores, a EvoBooks propõe uma evolução do conteúdo nos livros didáticos através de programas de atividades e práticas de ensino inovadoras, especialmente com o uso de tablets.

“Esse resultado confirma nossa visão de que é possível oferecer aos alunos um material digital muito mais interativo e que fale a linguagem do jovem, além de validar um modelo de inovação focado em atividades digitais no dia-a-dia da sala de aula, facilitando o processo de aprendizagem”, explica Felipe Rezende, fundador e diretor executivo da EvoBooks.

Rezende é formado em economia pela USP e já atuou nas empresas Bain & Company e Morgan Stanley.

Os produtos da EvoBooks estão sendo utilizados agora por mais de 500 mil alunos em mais de 1 mil escolas no Brasil.

O World Startup Competition irá premiar os três primeiros colocados com US$ 100 mil no total, sendo US$ 50 mil para o primeiro lugar; US$ 30 mil para o segundo e US$ 20 mil para o terceiro. 

Além disso, os cinco primeiros colocados receberão US$ 50 mil em benefícios. 

O Start-Up Brasil (Programa Nacional de Aceleração de Startups) é uma iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) com gestão operacional do Softex e em parceria com aceleradoras, para apoiar as empresas nascentes de base tecnológica.