Maurice Lévy, CEO do Publicis Groupe.

Tamanho da fonte: -A+A

A Publicis anunciou hoje que irá adquirir a Sapient por US$ 3,7 bilhões. A Publicis está pagando US$ 25 por ação. O acordo, que é descrito como uma fusão, transforma a Sapient em uma subsidiária integral do Publicis Groupe. 

Assim que o negócio estiver concluído, a Publicis pretende criar o Publicis.Sapient, um novo empreendimento que vai unir as três divisões da Sapient - SapientNitro, Sapient Global Markets e Sapient Government Services - com os serviços digitais sa Publicis - DigitasLBi, Razorfish Global e Rosetta.

Um anúncio oficial explica que, com o adicional da Sapient - que conta 13 mil funcionários em 37 locais do mundo - o Publicis Groupe terá receita anual de mais de US$ 10 bilhões, e mais de 75 mil funcionários no mundo todo. 

Isso, segundo Maurice Lévy, CEO do Publicis Groupe, irá fazer do grupo a maior organização de marketing digital do mundo. 

A Publicis tem como meta receber 50% de sua receita do segmento digital até 2018. Lévy afirmou que este objetivo será alcançado logo que esse negócio se concretize, segundo o TechCrunch.

No ano passado a Publicis destinou US$ 4 bilhões para aquisições a fim de marcar sua posição dentro do setor de marketing e comunicação digital. 

No ano passado, adquiriu a empresa chinesa de mídia social Nettalk em um acordo de valor não revelado. Outras compras nos últimos anos incluem a LBi, US$ 450 milhões, a Rokkan, por US$ 575 milhões, e a Rosetta, também por US$ 575 milhões. Ainda estão na lista a Razorfish, comprada por US$ 530 milhões e a Digitas, que custou US$ 1,3 bilhão. 

O negócio com a Sapient acontece meses após o cancelamento da fusão entre a Publicis e a Omnicom. A união entre as gigantes de comunicação seria um negócio de US$ 35 bilhões que criaria a maior holding de publicidade do mundo, mas foi cancelado em maio.