Lucas Ribeiro, sócio e um dos idealizadores do Uvaia. Foto: divulgação.

Faça compras, reuna amigos e receba dinheiro de volta. Com essa premissa simples, a startup paulista Uvaia quer ocupar o e-commerce e o varejo em geral, dando cashbacks para seus usuários.

No ar há cinco meses, mas em planejamento há cerca de três anos, o site é resultado de um investimento próprio de R$ 3 milhões dos sócios Lucas Ribeiro, José Roberto de Moraes, Ana Klein e Fábio Cutait.

O Uvaia já conta com 122 mil usuários cadastrados e cerca de 40 mil visitas nos sites das lojas conveniadas, que no e-commerce reúnem nomes como Fnac, Americanas, Netshoes, Walmart, Shoptime e Dell, entre outros.

O sistema também opera em algumas lojas físicas, que possuem sistemas integrados com o site. Segundo Lucas, cerca de 20% das conveniadas atuam com o Uvaia fisicamente.

À primeira vista, o portal, que teve seu modelo patenteado nos Estados Unidos, Japão e Europa, funciona como um clube de compras entre amigos, onde só entra quem é convidado.

Ao invés de outros clubes de vantagens, como Brandsclub, que oferecem ofertas exclusivas, o site tem como base retornar ao cliente parte do valor gasto em suas compras.

Os gastos realizados nas cerca de 92 lojas parceiras da iniciativa se revertem em porcentagens, que são depositadas automaticamente na conta do comprador.

Para atrair parceiros e clientes, o Uvaia também investe na responsabilidade social, destinando um percentual de suas vendas a projetos sócio-ambientais.

No entanto, conforme observa Lucas, um dos idealizadores do projeto, o Uvaia também é uma rede social de consumo, onde amigos são conectados uns aos outros, e é aí que o faturamento do usuário pode aumentar.

"A estrutura do site é como uma árvore, com sementes e galhos. Todos os gastos das pessoas em sua rede de contatos, na sua árvore do site, se revertem em porcentagens no cashback. Quanto maior a proximidade da pessoa que comprou, maior o resgate", explica Lucas.

Ainda conforme o empreendedor, a meta é ampliar a abrangência do portal em 2013, com mais lojas e também o lançamento de um cartão de crédito com o qual compras também revertam em vantagens.

Também em 2013, o Uvaia deve iniciar suas operações no México. O plano é expandir a plataforma em âmbito global.

VANTAGENS

Para as lojas, segundo aponta Lucas, participar do Uvaia é vantajoso pela fidelização dos clientes, com a exposiçao em uma plataforma com usuários assíduos.

"De acordo com o fluxo de vendas, calculamos o percentual que as lojas precisam devolver ao Uvaia, que ainda assim é inferior ao gasto que eles teriam com publicidade, por exemplo. E no nosso caso, a venda é garantida", frisa.

Além disso, a associação das empresas a uma rede com fins de preservação ambiental também é um impacto positivo para o marketing institucional das lojas, completa o empresário.

No caso do comprador, o executivo explica que a vantagem está ligada diretamente à rede que se constrói. Quanto mais amigos tiver, e quanto maior o gasto desta rede, maior o retorno em dinheiro.

"Já temos casos de pessoas que tiram mais de R$ 1 mil por mês. É possível usar o Uvaia como uma fonte de renda, se for utilizada da forma correta", destaca.

Para Lucas, a ideia é transformar o Uvaia em uma rede de vantagens que esteja naturalmente conectada ao comércio.

"Queremos criar um novo modelo, onde pessoas comprem e recebam suas vantagens como parte normal de sua rotina de consumidor", arremata.