Vinte anos de vida para o SMS. Foto: divulgação.

Nesta segunda-feira, 03, o SMS, sistema de mensagens de texto para telefones celulares está de aniversário, completando 20 anos de existência.

Em 03 de dezembro de 1992, o engenheiro inglês Neil Papwell não sabia que estava criando um dos mais populares métodos de trocas de mensagem, quando enviou a mensagem "Feliz Natal" de seu computador para um celular Orbitel 901.

Com a popularização dos celulares, o SMS também cresceu em popularidade, chegando a superar as chamadas normais em número de usos, conforme aponta matéria do The Guardian.

Além disso, o advento das mensagens curtas criou uma nova linguagem, com o uso de acrônimos e siglas para as mais diversas expressões.

NÚMEROS

No Brasil, segundo o estudo Mavam sobre serviços para dispositivos móveis, em 2011 o crescimento em relação ao ano anterior foi de 69%.

A média de mensagens enviadas por usuário aumentou em 2011 de 48 para 81 por usuário.

No ano passado, as operadoras tiveram um lucro de R$ 964 milhões com o envio de mensagens de texto.

Cerca de 44% pessoas disseram que pagam ou que pagariam por lembretes, 43% por SMSs automáticas para um e-mail e 43% por serviços na nuvem.

MUITOS ANOS DE VIDA?

A vida é dura. Com duas décadas nas costas, o SMS começa a sofrer seus primeiros baques.

A crescente adoção de serviços de mensagem de texto via IP está causando prejuízo para as operadoras nos EUA. Segundo a consultoria Ovum, operadoras norte-americanas somaram perdas de US$ 13,9 bilhões no setor de SMS.

Segundo o site Fierce Mobile Content, o serviço de SMS das operadoras é ameaçado por apps como Facebook Messenger, Whatsapp, Vonage Mobile e Skype, que usam as redes 3G, com custo menor para o usuário.