Cassio Bobsin, CEO da Zenvia. Foto: Divulgação.

A Zenvia, focada em serviços de mobilidade, encerrou 2015 com um faturamento de aproximadamente R$ 270 milhões, um aumento de 75% em relação a 2014. 

Para o próximo ano, a empresa estima um crescimento de pelo menos 30%.

“Este ano foi muito importante para a Zenvia, pois mesmo com a crise mantivemos nosso alto ritmo de crescimento, que chega a quase 90% ao ano desde 2007. Em 2016, pretendemos crescer mais de 30% organicamente e realizar eventuais aquisições”, afirma Cassio Bobsin, CEO da Zenvia.

Para atingir a meta, a Zenvia aposta no crescimento de mercado, além da ampliação de sua oferta de serviços e produtos. 

No início de 2015, a companhia adquiriu a área de Serviço de Valor Agregado (VAS) da Spring Mobile Solutions. A compra aumentou em mais de 80% o quadro de colaboradores da companhia em São Paulo e ampliou a atuação nos segmentos financeiro e de serviços.

Com a expansão em São Paulo, a Zenvia inaugurou, em novembro, um novo escritório na cidade. Localizado na Avenida Paulista, o ambiente reúne uma equipe de 100 funcionários em um ambiente de 1 mil metros quadrados. Além disso, no final do ano a Zenvia lançou seu novo site.

“Estamos preparando a empresa para dar passos ainda maiores. Queremos ampliar nossa oferta de serviços e consolidar o setor”, diz Bobsin.

Em 2015, a empresa divulgou planos de abrir capital até 2020. No ano anterior, a companhia recebeu um aporte de R$ 71 milhões dividido meio a meio entre o BNDESPar e o fundo de investimentos DLM.

A empresa tem feito diversas aquisições no Brasil. Além da fusão com a Comunika, em 2011, criando a líder em SMS corporativo no Brasil, a empresa adquiriu nos anos seguintes a Purebros, focada em soluções de carrier billing; e incorporou, por R$ 5 milhões, a startup Zynk, distribuidora de conteúdos para smartphones.

A Zenvia oferece soluções para mais de 5 mil empresas no Brasil e atinge mais de 25 milhões de consumidores com serviços em parceria com operadoras e empresas.