Zuckerberg quer IA para seu lar. Foto: divulgação.

Mark Zuckerberg definitivamente não é um sujeito de ambições pequenas. Depois de constituir fortuna com o Facebook e comprar marcas grandes como Instagram e WhatsApp, para 2016 o executivo pretende inovar na área de automação residencial com a criação de um "mordomo" digital com o uso de intelgiência artificial.

Inspirado pelo superherói Homem de Ferro, Zuckerberg estabeleceu como meta para 2016 criar um sistema semelhante ao software JARVIS, criado pelo personagem Tony Stark para controlar digitalmente seu lar e informações.

Zuckerberg afirmou em nota em seu perfil pessoal que está estudando atuais tecnologias de smart home, como o Amazon Echo, mas deverá criar algo personalizado para sua casa.

"Ensinarei o sistema para controlar via voz tudo em minha casa - música, luzes, temperatura e assim por diante. Ensinarei ele a liberar a entrada de amigos ao reconhecer seus rostos quando eles tocam a campainha", explicou o CEO do Facebook.

Inicialmente, o projeto de Zuckerberg é algo privado, que o executivo pretende desenvolver sem a equipe do Facebook, diferente de outros projetos paralelos como o Internet.Org, em que Zuckerberg tem o plano de levar conectividade à regiões menos favorecidas.

"É um caso diferente de gratificação quando se desenvolve coisas sozinho, então este ano meu desafio pessoal é fazer isso. Estou ansioso para compartilhar o que aprender durante o ano", afirmou o CEO.