APOSTA

Banco Bmg investe R$ 3,5 milhões na Raro Labs

04/01/2021 14:27

Instituição adquiriu 30% da startup de desenvolvimento de softwares sob medida.

Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

O Banco Bmg anunciou a aquisição de 30% do capital da Raro Labs, startup mineira focada no desenvolvimento de softwares sob medida para empresas, por R$ 3,5 milhões.

Fechado por meio da CBfácil Corretora de Seguros, controlada pelo banco, o valor será pago em parcela única no dia 1º de fevereiro de 2021. O negócio inclui a opção de adquirir até 75% da empresa de tecnologia após três anos.

Fundada em 2010, a Raro Labs cria softwares que possam ser estendidos e sustentados para atender os clientes em áreas como customer service, engenharia, educação, saúde, marketplace, recursos humanos, seguros e financeiro.

A startup começou a relação com o Bmg em 2017, quando venceu um hackathon promovido pelo banco.

"Para nós, o investimento realizado na Raro Labs está em acordo com os nossos planos de negócios e crescimento para os próximos anos, que incluem o desenvolvimento de novas ferramentas e serviços para os clientes de todo o Brasil", afirma Eduardo Mazon, diretor de operações e tecnologias core no Bmg.

Fundado em 1930, o Banco Bmg é conhecido pela oferta de crédito consignado e pelo patrocínio a times de futebol. 

Com mais de 4,8 milhões de clientes ativos, a empresa oferece uma conta digital e conta com mais de 833 lojas help! Loja de Crédito, além de mais de 2 mil correspondentes bancários em todo território nacional.

Veja também

IA
BMG analisa dados com DataRobot

Ao adotar a plataforma, o banco conseguiu acessar uma série de insights para tomada de decisões.

CONTRATAÇÃO
Nuno, ex-BS2, assume segurança do BMG

O novo CISO do banco já liderou a área em empresas como Unimed BH, Grupo Dasa e Usiminas.

NOVO NORMAL
BRQ quer modelo 100% home office

Os cerca de 2,5 mil funcionários da empresa devem seguir trabalhando em casa depois da pandemia.

NOVO NORMAL
BMG: home office até o início de 2021

No ano que vem, o trabalho em casa deve ser ampliado.

ECONOMIA
O (ex) país do futuro consegue superar a "década perdida"?

PIB per capita do Brasil deve ter resultado ainda pior que o dos anos 1980.

ADEUS
Relembre 2020, se você é corajoso o bastante

A retrospectiva de um ano que não será esquecido: coronavírus, novo normal, ransomware, grandes negócios e mais.

VENDAS
MC1 assume controle da Landix

MC1 atende grandes empresas, Landix tem  boa penetração em pequenas e médias.

FÁCIL
Agibank: chatbot envia vídeos pelo WhatsApp

Ideia é ser mais amigável com o público acima de 50 anos, alvo do banco digital.

FUTURO
Softex: R$ 50 milhões para fundo

Foco são startups da “quarta revolução industrial”, com aportes de até R$ 5 milhões.

BILIONÁRIA
Creditas é o novo unicórnio brasileiro

A fintech foi avaliada em US$ 1,75 bilhão em rodada série E liderada pelo LGT Lightstone.