Nadella é o novo CEO. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

Depois de dias e dias de especulações, o que era um rumor agora está oficializado: Satya Nadella é o novo CEO da Microsoft, o terceiro chefe global na história da companhia.

A desenvolvedora do Windows apostou em um nome das internas para ocupar a cadeira de Steve Ballmer, que no ano passado anunciou sua aposentadoria. Nadella, de 46 anos, assumirá o cargo imediatamente.

Antes de chegar à liderança de uma das maiores companhias de informática do mundo, Nadella, um executivo indiano de perfil discreto, atuava como diretor da área de computação em nuvem da multinacional.

Ele foi um dos nomes mais proeminentes na reestruturação proposta pela companhia no ano passado, em que a Microsoft investiu na unificação de seus produtos e serviços em diferentes plataformas - videogames, tablets e PCs - através da nuvem.

O trabalho de Nadella ajudou no crescimento do lucro da companhia em sua divisão de servidores e ferramentas, migrando do tradicional modelo proprietário para infraestrutura em nuvem em produtos como Azure, SkyDrive, Xbox Live e Skype.

Outra mudança no quadro da empresa de Redmond é a volta de Bill Gates ao batente na empresa que ele fundou. Gates deixou a presidência do conselho da companhia e agora responderá pelo cargo de conselheiro tecnológico, trabalhando próximo a Nadella.

"Estou empolgado que Satya pediu para que eu me aproximasse, aumentando minha participação na companhia. Será divertido trabalhar juntos nos próximos produtos da companhia", afirmou Gates em vídeo.




A cadeira no conselho ficará com John W. Thompson, 64 anos, executivo que liderou a busca pelo novo CEO da empresa.

Segundo analistas, Nadela passa a capitanear a companhia justamente em um momento de mudanças. A Microsoft está em processo de fechamento da compra da Nokia e sua reorganização dentro da estratégia de negócios da empresa.

Nascido em Hyderabad, Índia, em 1969, Nadella é formado em Engenharia Elétrica pela universidade de Bangalore e Ciências da Computação na Universidade de Winsconsin.

Embora tenha passado a maior parte de sua carreira na Microsoft, ele teve passagens por companhias como a Sun Microsystems.

A dúvida de alguns analistas e investidores quanto à Nadella está na parte de dispositivos móveis, uma guerra que a Microsoft ainda está perdendo, frente à pesos pesados como Samsung e Apple.

"Ele cresceu na empresa devido à sua expertise técnica e foco no empresarial, mas tem pouco envolvimento com o futuro da Microsoft no mercado mobile", afirma Tom Warren, do site The Verge.

Para Warren, a nomeação de Nadella chegou a decepcionar alguns investidores que esperavam Stephen Elop, ex-CEO da Nokia, um nome muito mais forte, tanto no mercado mobile como no cenário empresarial como um todo.

"A divisão empresarial e de software da Microsoft continua a render faturamentos substanciais para a companhia, mas agora ele (Nadella) terá que provar que é capaz de completar a visão de negócios para impulsionar os dispositivos móveis", finalizou o analista.