deviceLab oferece testes para desenvolvedores de aplicações. Foto: divulgação.

De olho no crescente mercado nacional de desenvolvimento de tecnologias, foi inaugurado em janeiro o deviceLab, um laboratório de testes funcionais e de usabilidade em aplicações digitais. Com esta premissa, a empresa mira um faturamento de R$ 2 milhões em 2013.

Sediado no Rio de Janeiro, o laboratório é uma ideia do empresário Leandro Ginane, que notou uma demanda por parte das empresas desenvolvedoras de software, conforme destaca o Mobile Time.

A empresa concentra o foco de seus testes em aplicações de mobile banking, portais de conteúdo e no comércio eletrônico.

A empresa conduz desde testes completos, dedicados por exemplo a grandes portais de e-commerce, até avaliações rápidas, usadas em hotsites ou apps publicitários.

Desde janeiro, a deviceLab faz testes para o site Webmotors e atualmente está em negociações com mais quatro empresas, que devem se tornar clientes até abril deste ano. O plano da companhia é atender vinte clientes até o final do ano.

APARELHOS

O deviceLab conta com vários dispositivos diferentes para conduzir seus testes de usabilidade. São cerca de vinte aparelhos, entre tablets e smartphones, contando inclusive com gadgets recentes, como o iPhone 5 e o iPad Mini.

“É praticamente impossível para um desenvolvedor testar uma aplicação em diferentes ambientes, em razão da grande diversidade e complexidade de cada aparelho, sistema operacional e navegador", explica Ginane.

Para os softwares para PC ou outros sistemas operacionais, o laboratório conduz as avaliações em máquinas virtuais que simulam diversos cenários e testa a velocidade dos programas.

Depois dos testes, são emitidos relatórios com os resultados, dando aos desenvolvedores recomendações de correções a serem feitas ou melhorias a serem implementadas.

“Nosso diferencial é que não somos apenas um laboratório de testes, mas operamos também como uma empresa de consultoria”, destaca.