Steve Smith. Foto: divulgação.

A Equinix, multinacional de serviços em data center, anunciou investimentos de US$ 4,5 bilhões para a construção de 4 novos data centers, que serão em São Paulo, Tóquio, Dallas e Sidney.

Com o aporte, que envolve a compra da inglesa Telecity Group realizada em janeiro, a empresa tem o objetivo de ampliar a capacidade de conexão das empresas com seus parceiros, clientes e colaboradores.

De acordo com a multinacional, o investimento expandirá a plataforma da interconexão global da marca para quase 150 data centers, adicionando mais de 278 mil m² de espaço de colocation em 37 sites até o fim do ano.

Os quatro novos data centers adicionarão quase 4 mil racks em mais de 18 mil m² de espaço de data center, resultando em um total de mais de 1,3 milhão de m² globalmente, aumentando a escala da plataforma Equinix em mais de 27% na comparação ano a ano.

Em São Paulo, o data center SP3 da Equinix atenderá a demanda reprimida por colocation no estado, visto que o site da empresa em Tamboré está operando quase em seu máximo. SP3 dobrará a capacidade da companhia no Brasil, à medida em que mais empresas terceirizam os serviços de TI e adotam a nuvem.

Quinto data center Equinix em Tóquio, o TY5, ficará próximo ao TY3, perto do distrito financeiro da capital japonesa, reforçando o ecossistema de serviços financeiros da empresa.

Outro dos centros ficará na região de Dallas-Fort Worth, nos Estados Unidos, focando em redes de peering e internet, oferecendo suporte a empresas globais que necessitam de alta densidade de energia e conectividade.

Por fim, a empresa fará seu quarto data center na Austrália. O SY4, ofertará aos clientes australianos arquiteturas de cloud híbrida e assistência para proteção de dados de missão crítica.

Os data centers da Equinix nos quatro continentes fornecerão acesso ao Equinix Cloud Exchange, que fornece conexão direta aos principais provedores de serviços cloud como AWS, Microsoft Azure, Office 365, Google Cloud Platform, SoftLayer, e Oracle Cloud.

Segundo o CEO da Equinix, Steve Smith, o investimento em novos sites e interconexão é essencial para proporcionar uma experiência de usuário de qualidade, onipresente, com agilidade e que permita novos modelos de negócios e aumento da produtividade aos clientes.

"Isso será ainda mais evidente a medida que as empresas usarem seus dados para suportar a Internet das Coisas. Continuar expandindo nossa plataforma de interconexão global significa que, para onde quer que as organizações cresçam, nós estamos lá”, afirma o CEO.

Em 2015, a Equinix teve uma receita de US$ 2,72 bilhões, um crescimento de 12% em relação a 2014. A companhia, que se estabeleceu no Brasil após adquirir a Alog Data Centers, teve um lucro de US$ 187,8 milhões no ano, crescimento de 7% sobre 2014.

No ano passado, a empresa comprou a japonesa Bit-Isle por cerca de US$ 280 milhões e a rival inglesa Telecity por US$ 3,6 bilhões, criando a maior empresa do segmento de data center na Europa.