Houman Modarres. Foto: divulgação.

A Nuage Networks, empresa integrante do grupo Alcatel-Lucent, fornecerá sua plataforma de rede gerenciada via software (SDN) para provedora de cloud Numergy, empresa financiada pelo governo francês e que pretende criar uma nuvem governamental para garantir a localização e privacidade de dados no país.

Através da parceria com a Numergy, serão criadas cerca de um milhão de máquinas virtuais com a construção de um primeiro data center. No entanto, o plano é aumentar este número para dez centros nos próximos três anos.

O plano do governo francês, que criou dois consórcios para este projeto, é desenvolver nuvens soberanas (do termo em inglês "sovereign cloud") para garantir a localização e privacidade de dados sensíveis, se adequando às leis francesas e da União Européia.

Embora esteja em movimentação desde 2012, conforme destacam executivos da Nuage, a proposta ganhou tração no ano passado devido às denúncias do analista Edward Snowden, que revelou a espionagem do governo norte-americano em dados hospedados nas nuvens de empresas como Google e Yahoo.

A decisão do governo francês possui algum parentesco com a discussão levantada no Brasil nos últimos meses, quando a presidente declarou a sua preferência pela implantação de datacenters locais por conta de grandes empresas de cloud computing.

No entanto, no projeto do Marco Civil levado à Câmara de Deputados e aprovada na última semana, esta exigência foi deixada de lado.

Segundo Houman Modarres, diretor de marketing da Nuage, a parte da empresa no projeto da Numergy é fornecer a plataforma de gerenciamento interna e também de comunicação entre datacenters, de acordo com a escabilidade necessária.

"Somente neste ano, a Numergy tem planos de estar com dois data centers operacionais, e em três anos chegar a dez centros, todos eles com as soluções da Nuage embarcadas", explica o executivo.

Perguntado sobre a presença de software privado em uma camada sensível de dados, uma questão que ainda divide gerentes de TI em setores como o governamental e financeiro, Moudarres afirma que a segurança apresentada pela Nuage atendeu os requerimentos da Numergy.

"Ainda é cedo para dizer que temos um case de sucesso, pois estamos trilhando um caminho novo, até mesmo para o mercado. Nosso papel é de tornar estas redes mais dinâmicas, fazendo uma ponte entre a propriedade intelectual (IP) e a infraestrutura tecnológica. As lições ainda estão sendo aprendidas, mas é empolgante estar nesta frente", finaliza Moudarres.

Leandro Souza viajou ao NetEvents Cloud Innovation Summit, na Califórnia, a convite da NetEvents.