Segurança deve ficar garantida com o uso da tecnologia blockchain. Foto: divulgação.

A Oi e a Conta Zap, fintech de meios de pagamento, desenvolveram uma plataforma digital para operações financeiras baseada no WhatsApp com a utilização de um chatbot.

Segundo o site Mobile Time, a solução pode ser utilizada no pagamento de boletos, contas de água e luz, compras em comerciantes cadastrados e recargas de celular de qualquer operadora. 

A segurança na transação de dados deve ficar garantida com o uso da tecnologia blockchain e, para a realização do cadastro, basta ter uma conta no Whatsapp. Clientes de qualquer prestadora podem utilizar o serviço. 

Por enquanto, a carteira digital está sendo utilizada em uma ação social relacionada à pandemia do novo coronavírus. Cerca de 2 mil famílias de baixa renda em Maceió receberam um auxílio emergencial de R$ 200 concedido através da plataforma.

A iniciativa é encabeçada pelo movimento Zap do Bem, organizado por um grupo de empresários para realização de ações durante a pandemia. 

Outras companhias, como a BDO Brasil, de auditoria e consultoria, e a Gerum, de empréstimo pessoal, também apoiam o projeto.

Ainda de acordo com a publicação, a operadora e a Conta Zap já contavam com o memorando de entendimento (MoU) para lançamento futuro de uma plataforma de carteiras digitais.

Diante dos efeitos da pandemia na economia, as duas empresas resolveram se adiantar e disponibilizar a plataforma para a ação social.

Fundada em 2018 em São Paulo, a Conta Zap afirma ter de uma carteira de mais de 450 mil contas cadastradas. 

Esse modelo de carteira digital já está consolidado em mercados como China e Índia e, no Brasil, a operação também estaria de acordo com procedimentos definidos pelo Banco Central.

O momento parece ser de aproximação entre fintechs e operadoras de telecom. 

Recentemente, a TIM e o C6 Bank fecharam um acordo pelo qual vão fazer ofertas combinadas de serviços bancários digitais e de telecomunicações aos clientes.

O acordo prevê a possibilidade de explorar sinergias de canais de venda e de pagamento para distribuir ofertas e reduzir custos. As empresas pretendem aumentar suas bases de usuários e aumentar a fidelidade deles.

Dependendo da evolução dos resultados, a operadora poderá se tornar acionista minoritária do C6 em um mecanismo de remuneração baseado em objetivos.