Michel Pereira é um dos poucos CDOs em atuação no país.

Michel Pereira, ex-chief data officer da fintech C6, acaba de assumir o mesmo cargo na Zup, uma companhia de desenvolvimento de software em alta no cenário nacional.

A informação é de fontes de mercado e foi confirmada pelo Baguete.

Pereira estava há dois anos na C6, quase desde a fundação do banco digital. O profissional tem passagem pelas áreas técnicas do Google e AWS, em posições relacionadas com soluções de computação em nuvem.

O CDO é um profissional em nível de diretoria cujas atividades se centram em cima do tema dados. Como monetizar informações, ao mesmo tempo em que se permanece em compliance com regulações como a LGPD, por exemplo.

O primeiro CDO de uma empresa foi nomeado ainda em 2003, pelo banco americano Capital One e até hoje o cargo é mais presente em organizações do setor financeiro, que tratam com grandes volumes de informações valiosas sobre seus clientes.

Não há dados exatos no Brasil, mas é sabido que empresas como segmento financeiro como Itaú, Bradesco e Boa Vista Serviços tem CDOs. O Grupo Abril também tem um profissional na área.

A Zup pode ser considerada também um player no mercado financeiro de alguma forma.

Em novembro do ano passado, o Itaú pagou R$ 293 milhões por 51% da empresa, se comprometendo a adquirir mais ao longo dos próximos anos.

Fundada em Uberlândia há oito anos, a Zup tem hoje 1,6 mil funcionários listados no Linkedin.

O Itaú era cliente da Zup antes da aquisição. A empresa também atende a nomes com Via Varejo, Sodexo e Elo.