Foto: flickr.com/photos/jmsloan

Uma reportagem publicada pelo  jornal The New York Times afirma que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ordenou ciberataques ao Irã com o vírus Stuxnet. O objetivo era atrasar o desenvolvimento do programa nuclear do país.

Conforme informações do IDGNow , a matéria diz que Obama apressou os ataques como forma de manter os esforços iniciados no governo de George W. Bush.

A publicação afirma que o objetivo dos ataques era obter acesso aos controles do computador industrial da usina nuclear de Natanz.

O Stuxnet teria sido criado pela Agência de Segurança Nacional dos EUA e uma unidade cibernética secreta israelense desenvolveram o Stuxnet.

Em 2010, o malware passou dos computadores iranianos para máquinas de vários lugares, por meio da internet.

De acordo com o jornal, que cita fontes anônimas, Obama considerou interromper os ataques depois que o Stuxnet infectou outras máquinas, mas decidiu continuar com o programa.

Na reportagem, oficiais envolvidos no ciberataque revelam que o vírus surgiu a partir de uma aliança entres os governos americano e israelense para frear o programa nuclear iraniano.

Em julho de 2010, o Stuxnet, considerado muito complexo por especialistas, foi descoberto por uma empresa de segurança da Bielorrússia.