Foto: flickr.com/photos/smemon

Uma versão menor e mais barata do iPad estaria em planejamento pela Apple.

A revelação é da agência Bloomberg, que cita pessoas próximas do assunto. Segundo a publicação, novo modelo terá uma tela menor do que a versão atual de 9,7 polegadas e provavelmente não trará a tela de alta definição.

Em março, a Apple anunciou um novo iPad com tela de 2048 x 1536 de resolução, com 3,1 milhões de pixels. De acordo com a empresa, é o maior número em relação a outros dispositivos móveis.

Em comparação, o iPad 2 tinha tela de resolução de 1024 x 768.

As cores e a saturação das imagens são 40% melhores do que no iPad 2, diz a companhia.

Não se falou das novas dimensões que o iPad teria. Hoje, o modelo mede 24,1 por 18,6 centímetros, com tela de 9,7 polegadas na diagonal.

Já existem no mercado modelos com displays de sete polegadas (como o BlackBerry PlayBook) e de 5,3 polegadas na tela (Galaxy Note, da Samsung).

GOLPE NA CONCORRÊNCIA
Para analistas, o iPad menor e menos caro poderia minar as ambições do Google, Microsoft e Amazon de ganhar espaço no mercado de tablets.

Espera-se que o novo dispositivo tenha um preço mais próximo do Google Nexus 7, tablet anunciado pelo Google, e do Kindle Fire, tablet da Amazon, sendo que ambos têm telas de 7 polegadas e custam US$ 199.

“Seria o pior pesadelo dos concorrentes”, afirmou Shaw Wu, analista da Sterne Agee & Leach Inc.

Desde que o iPad foi colocado à venda, em abril de 2010, a Apple dominou o mercado de tablet, que dentro das previsões da DisplaySearch vai movimentar US$ 66,4 bilhões nesse ano.

A Apple detém 61% do segmento, segundo a empresa de pesquisas Gartner.