Claudio Souza.

A Planeta Serviços Digitais, empresa do Estadão especializada em marketing digital, vai divulgar o software de gestão gratuito da MarketUP para a sua base de clientes, e vice-versa.

Com mais de 8,5 mil clientes e há 30 anos no mercado, a Planeta tem serviços como o site de classificados online iLocal, e-mail marketing, posicionamento em sites de busca e anúncios nos sites do Estadão.

“O grande motivador da parceria foi a sinergia entre os públicos de cada empresa. O principal foco atualmente da Planeta é ofertar ao PME o maior número possível de serviços e soluções. O ERP da MarketUP vem ao encontro dessa necessidade”, afirma Claudio Souza, diretor-geral da Planeta.

A MarketUP começou a oferecer seu software em novembro de 2014. A meta era fechar o ano seguinte com 100 mil micro e pequenas empresas do país.

O produto é endossado pelo Sebrae, que abriu um edital buscando uma empresa interessada em ceder os direitos de uso de uma solução de ERP incluindo nota fiscal, módulo de PDV e gestão de pessoas em 2013.

A Nuvemsis, empresa dona da marca MarketUp, foi a única interessada a comparecer na sede do Sebrae Nacional duas semanas depois e ganhou a disputa. Em troca de não cobrar pelo uso do software, o produto é indicado no portal do Sebrae. 

A marca MarketUp foi criada em 2012 por Carlos Azevedo, sócio do fundo de investimentos em empresas de Internet YCR Participações e fundador do Guia da Semana, comprado pela RBS em 2008. Outro sócio é Luis Fernando Gracioli, diretor de novos negócios online da RBS entre 1994 e 2011. 

Os dois não estão sozinhos. Os investidores na empresa incluem ainda Romero Rodrigues (Buscapé), Alexandre Hohagen (ex-Facebook) e Hélio Rotenberg (Grupo Positivo). 

A MarketUp é hospedada na nuvem da Amazon Web Services e afirma atender 20 segmentos, incluindo moda/acessórios, jardinagem, papelarias, óticas, empórios, perfumarias, vídeo, decoração, esportes, joias, bancas/quiosques, pizzarias, lojas de games e informática. 

O modelo de negócio baseia-se em venda de patrocínio para poucos grandes apoiadores interessados em atingir o público de pequenas empresas. Um dos primeiros grandes clientes foi o Bradesco.