1 milhão de reais? Sem problema, passa no cartão. Foto: Pexels.

Se o seu problema era a falta de limite no cartão, seus problemas acabaram. 

O banco Barigui, sediado em Curitiba, acaba de lançar um cartão de crédito com limite de até R$ 1 milhão, cifra que, de acordo com a instituição, o transforma no cartão com mais limite disponível no mercado.

A pegadinha é que só pode ter um cartão com limite de um milhão quem tiver um bem imobiliário avaliado acima de R$ 2 milhões para oferecer como garantia (o limite do cartão é sempre a metade do bem: se o imóvel valer R$ 500 mil, o limite será R$ 250 mil).

O cliente também poderá sacar até 90% do limite, contratando assim uma operação de crédito – em processo 100% digital – com parcelamento em até 120 meses e a taxas de juros “muito baixas”, nas palavras do banco.

Para parcelamentos de até R$ 30 mil, a taxa mensal será de 1,99% ao mês. 

Já para valores acima disso, o cliente poderá realizar uma operação de home equity, dentro do limite de crédito disponível, com taxas a partir de 1,09% + IPCA, variando conforme o tipo do imóvel.

As taxas são bem diferentes do juro do cartão de crédito tradicional, que alcança a média de 8,9% ao mês ou 178,18% ao ano, segundo dados do Banco Central. 

Também se destaca na comparação com um dos créditos mais baratos – do cartão consignado a 3% ao mês.

Na verdade, parece que o banco Barigui está na verdade oferecendo um tipo de empréstimo com garantia de bens imobiliários (o negócio tradicional do banco) disfarçado de cartão de crédito.

A ideia garante um pouco de buzz para o banco, nascido de uma financeira fundada há 24 anos em Curitiba, que acaba de trocar de nome para Banco Bari.

"Esse produto acaba com o fantasma de que o cartão de crédito é o vilão da dívida cara. É um alívio para quem conhece a bola de neve provocada pela tomada de crédito com juros altos", ressalta Rodrigo Pinheiro, presidente do Banco Barigui.