E-COMMERCE

Linx adquire Chaordic e Neemu

04/09/2015 10:24

As compras devem custar R$ 78,6 milhões à vista, mais R$ 32,8 milhões relacionados ao atingimento de metas.

Alberto Menache.

Tamanho da fonte: -A+A

A Linx, empresa de software de gestão para varejo, comprou a catarinense Chaordic e a amazonense Neemu, duas companhias novas que são destaques no mercado brasileiro de  personalização para e-commerce.

As compras devem custar R$ 78,6 milhões à vista, mais R$ 32,8 milhões relacionados ao atingimento de metas de 2016 a 2018, totalizando R$ 111,4 milhões. 

As empresas são as primeiras grandes aquisições da Linx na área de e-commerce. A Linx fez nada menos que 19 aquisições desde 2008, a maioria delas de companhias donas de softwares de gestão para varejos tão diferentes como lojas, farmácias e postos de gasolina.

Em sua nota divulgando as aquisições, a Linx não deu dados individualizados de cada uma das adquiridas, informando apenas que a receita bruta combinada das duas para 2015 é de R$ 32 milhões. 

Ainda de acordo com a Linx, 60% do volume do e-commerce brasileiro trafegam pelas soluções adquiridas, incluindo nomes como Americanas, Saraiva, Submarino, Máquina de Vendas, Centauro, Sephora, Hotel Urbano, Onofre, O Boticário, Natura, Renner, Itaú, Walmart, entre outros.

A Chaordic, fundada em Florianópolis, e a Neemu, criada em Manaus, ambas em 2010, tem trajetórias e provavelmente tamanhos parecidos. Uma matéria da Exame ainda em junho falava em 30% do e-commerce do Brasil rodando na Neemu, o que é a metade da cifra divulgada pela Linx.

Ambas empresas foram fundadas por acadêmicos (UFSC no caso de uma, UFM no caso da outra), foram investidas por fundos (DLM e Black Key) e atraíram executivos de peso para seus times.

Nesse caso a Neemu foi melhor sucedida, dentro no seu time três ex-executivos da Cnova — o presidente Gustavo Avelar, a diretora de marketing Renata Malagoli e o conselheiro Leonardo Gasparin. A Chaordic tem o ex-Google Thiago Machado como seu novo diretor comercial. 

A Chaordic, por outro lado, investiu um pouco mais em visibilidade, com participações em rankings de melhores empresas para trabalhar e até um estiloso escritório em Florianópolis, premiado em concursos internacionais de arquitetura.

“Com estas aquisições ampliamos nossas ofertas para o varejo online, buscando a integração entre os mundos offline e online e, com isso, ajudaremos nossos clientes a mudar a experiência de compra de seus consumidores”, afirma Alberto Menache, diretor-presidente da Linx.

Os valores como os pagos pelas duas empresas são frequentes. Para ficar só nas últimas aquisições, a Linx pagou à vista R$ 44 milhões pela Softpharma e outros R$ 38,7 milhões pela  Big Sistemas. Ambas empresas atuam com softwares de gestão e automação de farmácias e foram compradas no ano passado.

A Linx encerrou o primeiro trimestre de 2015 com receita operacional bruta de R$ 117,2 milhões, um aumento de 27% em relação ao mesmo período do ano passado. O lucro líquido atingiu R$ 15 milhões, o que representa ampliação de 9,3% em comparação ao 1T14. 

Em outubro de 2014, o BNDES aprovou a liberação de uma linha de crédito de R$ 102,8 milhões para a Linx. Os recursos foram liberados pelo Programa para Desenvolvimento da Indústria de Software e Serviços de Tecnologia da Informação.

Veja também

EQUIPE
Navita contrata novo diretor de canais

Nos últimos três anos, Paulo Martins foi diretor Comercial da Linx Sistemas em São Paulo.

EVENTIALS
Locaweb abrirá centro de P&D em Blumenau

Filial terá capacidade inicial para cerca de 15 funcionários.

VAREJO
Youcom: e-commerce com Linx

A empresa tem 25 unidades físicas em Minas Gerais, São Paulo e Rio Grande do Sul.

CONTRATAÇÃO
Linx: ex-EMC para direção de vendas

Ronaldo Stanzione substitui Luciano Idésio, que integra a equipe da SAP desde junho.

MUDANÇA
Idésio é diretor de canais da SAP

Executivo se reportará ao VP de vendas da rede global de parceiros da empresa, Ricardo Medina.

2T15
Receita da Linx cresce 20,7%

A empresa encerrou o segundo trimestre  com receita operacional bruta de R$ 121,4 milhões.