Hermes Freitas.

Um grupo de profissionais experientes no mercado de business intelligence e analytics acaba de fundar a Alfa17, uma companhia sediada em Porto Alegre focada no aspecto consultivo desse mercado.

O time inclui três profissionais que até o final do ano passado integravam a filial em Porto Alegre da Inteligência de Negócios, uma das três maiores parceiras no país da multinacional de software de visualização de dados Qlik.

Eles são Hermes Freitas, que era diretor na IN, além de ter sido um dos fundadores da Sadig, empresa gaúcha de BI, Lourenço de Paula, ex-gerente de serviços da Inteligência de Negócios e gerente de desenvolvimento de software na iVirtua e Thiago Dutra, ex-coordenador de serviços da Inteligência de Negócios, com passagem também pela Tecki, outra consultoria especializada em Qlik.

Apesar do histórico recente dos fundadores, a Alfa17 não terá foco no mercado Qlik, nem em promover vendas de qualquer solução específica de BI e analytics. 

A empresa pode trabalhar com tecnologia da Targit, Tableau, Qlik, Power BI, Cognos e SAS, uma boa parte dos players da área.

“O maior problema dos projetos dessa área não está nas diferentes plataformas disponíveis, mas na compreensão do encaixe delas dentro das organizações”, aponta Freitas. “Além disso eu estou cansado de falar de detalhes de software”, brinca.

É visando esse aspecto mais consultivo dos projetos de BI que a Alfa17 começa com algumas empresas parceiras, incluindo a DataCiência, uma companhia chilena fundada pelo ex-gerente no país da Qlik, com foco em análise preditiva, machine learning e outras tecnologias em alta.

Também estão no time a Prosig, empresa de treinamentos e gestão estratégica de Freitas, e a Plugar, uma das referências nacionais em inteligência competitiva, para a parte de coleta de dados externos e monitoramento de mídia e redes sociais.

A companhia tem outra parceria com a Star, que trabalha com o Watson, sistema de inteligência artificial da IBM.

Fecham o grupo a Go4!, especialista em gestão financeira e fusões e aquisições, e a HGM, uma companhia de tecnologia com expertise em ERP, nota fiscal eletrônica e banco de dados.

A Alfa17 já começa com uma boa parte da carteira de clientes da Inteligência de Negócios no Rio Grande do Sul, incluindo nomes como Vipal, Piá, Banco Topázio e Unimed Rio Grande do Sul.

A previsão de Freitas, que tem uma trajetória de 20 anos na Sadig, hoje uma empresa relevante nacionalmente, é que a empresa consiga alcançar um faturamento de R$ 1,8 milhão nos próximos 12 meses em um cenário conservador e até R$ 2,4 milhões caso a proposta emplaque para valer.