Karine Lima. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Sonda IT, conhecida no Rio Grande do Sul pelos projetos com tecnologias SAP e de infraestrutura de telecomunicações, estabeleceu como meta oferecer o porfólio completo de soluções da companhia no estado.

O objetivo é vender mais serviços ligados a service desk, field service, NOC, SOC, cloud empresarial, gestão de ativos e estrutura de equipe de fábrica de software, assim como, consultoria de governança de TI.

“Queremos relacionar o cenário atual das empresas e suas necessidades, buscando em nosso portfólio a melhor sinergia na solução como um todo”, explica Karine Lima, diretora da regional do Rio Grande do Sul da Sonda IT.

De acordo com Karine, a Sonda IT é mais conhecida no estado pela atuação das empresas adquiridas Procwork e Telsinc, que já mantinham escritórios em Porto Alegre antes de serem adquiridas pela Sonda, em 2007 e 2010, por um valor conjunto de quase R$ 300 milhões.

Em 2012, a Sonda consolidou as diferentes aquisições sob a marca Sonda IT, unindo as operações em Porto Alegre em um prédio na Mostardeiro sob o comando de Karine. Ao todo, a empresa emprega quase 50 pessoas na capital.

A diretora da regional do Rio Grande do Sul da Sonda IT não abre nomes, mas a nova abordagem comercial já tem trazido resultados. Nos últimos meses, a empresa fechou dois contratos para assumir a gestão de toda a telefonia de duas grandes corporações gaúchas e outro para atendimento com service desk, field services e NOC.

A Sonda encerrou 2012 com faturamento de US$ 1,41 bilhão, crescimento de 14,9% em relação ao ano anterior. O lucro líquido totalizou US$ 95 milhões, alta de 16,2% sobre 2011.

No Brasil, a Sonda fechou o ano passado com faturamento de US$ 478,9 milhões, alta de 28% ano/ano. Fora da matriz, no Chile, o Brasil representa 61% dos resultados da companhia.

Para manter os índices de crescimento, o presidente da Sonda IT, Carlos Testolini, divulga um plano de investimento de US$ 700 milhões para o triênio 2013-2015.

Segundo ele, o aporte será destinado à melhorias de produtividade, mas também a aquisições cujos alvos não foram revelados.

No Brasil, a Sonda IT atua desde 1989, contando hoje com 6,5 mil colaboradores e mais de 1,2 mil clientes ativos distribuídos por 31 escritórios locais.