Artur Felipe Wendling.

O GTISul, grupo que reúne 42 profissionais do interior do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, está organizando internamente um programa de desenvolvimento continuado de executivos. 

A atividade conta com parcerias como a Faculdade Meridional – IMED e a BCF Estratégia e Consultoria, liderada por Biagio Caetano.

O projeto, com cinco módulos, já realizou o primeiro, sobre Planejamento Estratégico. O módulo teve como instituição alvo o próprio grupo. Participaram 20 profissionais.

Biagio é atualmente professor na Fadergs e teve passagens por cargos de gestão de TI em empresas como Taurus, Yara e Riocell.

Os próximos módulos envolverão gestão de pessoas, gestão de processos, técnicas de negociação, comunicação e gestão do tempo.

“Nossa visão é ser referência no Sul do Brasil em Gestão de TI até 2020, gerando valor para as empresas da região”, explica Artur Felipe Wendling, presidente do grupo e gerente de TI da Kozma.

Os 42 fundadores originais têm um orçamento de TI combinado de R$ 100 milhões para 2013.

O grupo reúne gestores de empresas como BSBIOS, Grazziotin, Farmácias São João, Credeal, Unimed, UPF, Metasa, Comil, Supermarcados Economia e Rede Notre Dame.

As sedes das companhias, que juntas faturam R$ 5,6 bilhões por ano, estão em Passo Fundo, Carazinho, Erechim, Farroupilha, Guaporé, Marau, Não-Me-Toque, Panambí, Santa Maria, Serafina Corrêa e Tapejara. São 30 mil funcionários.

Inicialmente, para ser membro é necessário ser o responsável na área de TI da empresa, ter um faturamento anual acima da faixa estipulada pelo grupo e ser convidado por um dos membros atuais. Além disso, não é permitida a participação de fornecedores como membros.

Até agora, já participaram dos encontros do grupo fornecedores como IBM, Gruppen/Dell, Omega, LM2 e Service/Oracle, além de uma edição com as operadoras Vivo, TIM, Oi e Claro.