Christiano Morette, COO da Highline. Foto: divulgação.

A Highline, companhia que opera torres de celulares, anunciou a contratação de Christiano Morette para o cargo de Chief Operating Officer (COO) da empresa.

Morette vem da Logicalis Brasil, onde atuava há mais de 12 anos e, desde 2018, era diretor de operações. 

Em seus 26 anos de carreira, o executivo também passou pelas empresas Promon, França & Associados e Hastiforme Projetos e Construção.

Desde o ano passado, também é membro do Conselho Deliberativo da Fundação Promon de Previdência Social (FPPS).

Morette é formado em Engenharia Civil pela Escola Politécnica da USP e cursou três MBAs, além de um pós-MBA pela Northwestern University, dos Estados Unidos.

Na Highline, o executivo chega para liderar o time de operações e suportar o crescimento da empresa como provedora de infraestrutura compartilhada para as operadoras de comunicações no Brasil. 

"O foco da Highline está bastante claro, queremos ser protagonistas na operação de uma rede neutra no Brasil. O país tem grande extensão de território e é estratégico oferecer a infraestrutura necessária para todas as localidades", afirma Christiano Morette, COO da Highline. 

Morette será responsável, também, por monitorar as especificações técnicas referentes à normas e procedimentos para todos os sites da companhia. 

A Highline tem por trás o Digital Colony, um fundo de private equity que comprou a empresa do Patria Investimentos no ano passado.

O fundo é dono de mais de 90 data centers, tem mais de 2 mil quilômetros de fibra óptica na Europa e Américas e 350 mil pontos de torres de celulares.

Em abril, o Colony comprou a operação de data center do UOL, conhecida como UOL Diveo, a partir da qual está montando um novo player no mercado brasileiro, a Scala Data Centers S/A.

De acordo com fontes ouvidas pela Bloomberg, o fundo avaliou os ativos adquiridos entre US$ 300 e US$ 400 milhões.