A National Taiwan University adota solução da Elipse. Foto: divulgação.

A National Taiwan University (NTU), localizada em Taipei, adotou a solução Elipse Power, da gaúcha Elipse, para monitorar e evitar problemas em sua rede de subestações elétricas.

Localizada no centro da capital de Taiwan, a NTU contém 14 faculdades e 108 departamentos, infraestrutura cuja iluminação é gerada por um total de 120 subestações.

Com o acordo, a Elipse implantou a solução em novembro do ano passado, em um projeto realizado pela integradora Baufarm Enterprise, em parceria com a filial chinesa da Elipse. O valor do contrato não foi divulgado.

Segundo a universidade, a nova solução foi escolhida para mais qualidade tanto no fornecimento de energia, quanto na obtenção por um rápido diagnóstico e, consequentemente, resolução de problemas.

"Nos casos em que fosse observada uma ocorrência na rede elétrica, a equipe de manutenção era obrigada a atuar em campo para poder diagnosticar o problema e solucioná-lo. Tal procedimento levava muito tempo, podendo agravar o dano ao sistema responsável por fornecer energia e luz aos laboratórios da Universidade, por exemplo, prejudicando, assim, os procedimentos neles realizados", destacou a instituição em nota.

Com o Elipse Power, a NTU atualizou os relés de proteção de suas subestações, em uma interface única integrando os dispositivos de legado e protocolos como o Modbus e o BACnet, assim como um sistema de vigilância de vídeo, visando uma melhor coordenação estratégica da rede elétrica.

O software também apresenta relatórios e históricos de alarmes, permitindo à equipe de manutenção monitorar o consumo e qualidade do fornecimento de energia, assim como controlar dispositivos de forma remota.

A Elipse Software, com sede em Porto Alegre, é uma empresa de atuação nacional, com filiais em São Paulo, Curitiba, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Estados Unidos e Taiwan.