Gil Torquato, CEO da UOLDiveo. Foto: Divulgação.

A UOLDiveo começa 2018 com um processo de reposicionamento. A companhia quer focar sua atuação em projetos de multicloud, big data & analytics, inteligência artificial & machine learning e internet das coisas. Com isso, deixa de atuar com sua rede própria de telecomunicações.

Para a continuidade do serviço de conexão com a internet dos clientes da UOLDiveo, a empresa sugere um contrato com a Vivo. A empresa do Grupo UOL segue com a oferta de gerenciamento de rede.

Os contratos próprios da UOLDiveo foram descontinuados e a Vivo vai oferecer opções para manutenção dos serviços, mas os clientes poderão optar pela contratação de outra operadora e contar com suporte da UOLDiveo para o processo de migração.

"O foco em inovação vem de uma demanda de mercado para abraçar essa jornada digital de forma mais clara e focada no dia a dia das operações", declara Gil Torquato, CEO da UOLDiveo.

Com parte do processo de mudança, a empresa criou uma área de inovação, liderada por Alexis Rockenbach, head de inovação da empresa. Em sua primeira fase, a unidade conta com 40 profissionais, voltados a desenvolver novas soluções tecnológicas para o mercado.

O novo setor começou as atividades no final de 2017, com trabalhos em projetos-piloto a partir de necessidades apresentadas por clientes.

"A célula de Inovação tem por missão colaborar com todas as áreas do UOLDiveo, disseminando a cultura ‘ágil’ e facilitando a adoção de ferramentas e processos estado-da-arte. Dessa forma, queremos liderar a modernização da forma que trabalhamos, simplificando entregas e focando na transformação de nossos clientes", explica Rockenbach.

O líder do grupo de inovação também é co-fundador e CEO da Compasso, companhia especializada em tecnologias Oracle adquirida pela UOLDiveo em 2013.

A equipe da área de inovação é formada por profissionais que seguem atuando em outras unidades da UOLDiveo.

"O conceito é que a inovação não é uma ação apenas de um grupo específico, e sim uma responsabilidade de todos na organização", destaca o executivo.

A expectativa com a criação da nova área é ampliar em cinco vezes o número de profissionais altamente especializados nas plataformas selecionadas pela empresa. Os integrantes terão treinamento em ofertas de parceiros como AWS, Microsoft e Google.