Fernando Diniz, head de digital da Petz.

A Petz, maior varejista de artigos para animais de estimação do Brasil (os famosos pets), contratou a Solutis  como parceira de tecnologia, dentro do modelo de DevOps e métodos ágeis.

Um dos primeiros projetos entregues foi uma alteração no ambiente de nuvem da Petz na AWS, que foi otimizada e deixou de ter como modelo o conceito de Infraestrutura como Serviço (IaaS), para funcionar como uma plataforma como serviço (PaaS).

“À medida que passamos a olhar mais de perto para o digital, aumentou o número de desenvolvedores, cresceu o volume de conflitos de código, entre outras questões associadas à digitalização”, afirma Fernando Diniz, head de digital da Petz.

As modificações ajudaram a Petz a dar conta do aumento do número de compras online, impulsionado pela pandemia. Eles passaram de 10% no último trimestre de 2018 para 25% no terceiro trimestre do ano passado.

A Petz fez ainda uma abertura de capital no ano passado, captando R$ 3 bilhões, uma das maiores ofertas iniciais de ações do ano.

“Graças aos novos processos e metodologias, a área de digital pode dar a sua contribuição, apresentando aos investidores os resultados gerados nas entregas digitais e as comparações de share antes e durante o isolamento, bem como aquele planejado para o futuro", celebra Diniz.

A Solutis vem despontando no mercado de tecnologia. No ano passado, a companhia obteve o selo de qualidade de desenvolvimento de software CMMI no nível 3 em um projeto de dois meses, um feito poucas vezes visto.

A empresa é liderada por Paulo Marcelo, um executivo de destaque no mercado de TI brasileiro, com passagens por CPM Braxis, Capgemini e Resource e tem 750 funcionários em São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador.

A meta é chegar a um faturamento de R$ 300 milhões nos próximos anos.