Michael Dell voltou ao comando. Foto: flickr.com/photos/dellphotos

A Dell fechará capital em um negócio de US$ 24,4 bilhões que envolve a Microsoft e a companhia de private equity Silver Lake, segundo anúncio divulgado nesta terça-feira, 05.

O fundador da empresa, Michael Dell, e a Silver Lake irão pagar US$ 13,65 por ação em dinheiro para a terceira maior fabricante de computadores do mundo.

O preço representa um prêmio de 25% sobre o valor de fechamento da ação de US$ 10,88 em 11 de janeiro, o último dia antes dos rumores sobre uma possível compra do controle da fabricante.

“A Dell anuncia hoje que assinou um acordo definitivo em que Michael Dell, fundador e presidente da companhia, em parceria com a empresa de investimentos Silver Lake, vai adquirir a Dell”, disse o anúncio.

O negócio será financiado por meio de uma combinação de dinheiro e ações de Michael Dell, dinheiro da Silver Lake, dinheiro da empresa de investimento MSD Capital, um empréstimo de US$ 2 bilhões da Microsoft e um financiamento de dívida de quatro bancos.

A participação da Microsoft nesta transação não foi especificada, mas segundo analistas é bem provável que empresa de Redmond deseja estreitar seus laços com a fabricante.

A Dell já usa o Windows como software embarcado padrão em seus PCs.

No entanto, com a investida da Microsoft em dispositivos móveis como o Surface, este empréstimo "amigo" pode ser um estímulo para que as empresas se unam em estratégias para fortalecer seus produtos (Windows 8 e ultrabooks, por exemplo).

O conselho da Dell aprovou a proposta por unanimidade. A expectativa é que a transação seja concluída antes do final do segundo trimestre fiscal de 2014 da Dell.

MUITA GRANA

Conforme o Wall Street Journal, a Dell conta com um valor de mercado de aproximadamente US$ 21 bilhões. O fechamento do capital por US$ 24,4 bilhões resulta na maior compra do mercado desde a crise financeira de 2008.

Além disso, o mercado mundial de PCs não anda assim tão bem das pernas para justificar um investimento tão grande, observa o periódico.

A Dell passa por dificuldades financeiras e foi ultrapassada pela Lenovo, perdendo a liderança entre os maiores fabricantes de PCs, segundo levantamento do Gartner.

No entanto, a decisão de fechar o capital pode ajudar no plano de reestruturação da companhia, que quer se estabelecer como uma fornecedora de serviços de TI de ponta a ponta, saindo da sombra do hardware.

Mesmo assim, no terceiro trimestre do ano fiscal de 2012, a Dell contabilizou perdas em todos os seus setores, com queda de 47% no lucro líquido e de 11% na receita.