Aplicativos cobrarão mais em cima das corridas. Foto: Shutterstock.

Os aplicativos 99Taxis e Easy Taxi, os maiores do país em número de usuários, anunciaram reajustes em suas tarifas cobradas dos motoristas de taxis nas corridas com pagamento via app.

O 99Taxis pretende subir a sua taxa 9% para 12,99% a partir do dia 10 de fevereiro, enquanto o Easy Taxi, que também cobra 9%, confirmou o reajuste, mas não deu detalhes de quanto será a nova tarifa nem quando pretende implementá-la.

Segundo explicou o 99Taxis em nota aos usuários dentro do aplicativo, o aumento servirá para a realização de novas ações, contratação de pessoal na central de atendimento e inclusão de melhorias no app.

"O aumento possibilitará que a 99 continue investindo em tecnologia para aprimorar cada vez mais o seu aplicativo, realize ainda mais ações de mídia e publicidade, as quais ajudam a converter usuários, e aumentam as solicitações de corridas aos taxistas", destacou a empresa.

Para justificar a subida na cobrança, a empresa destacou que seu aplicativo proporcionou uma elevação de 50% na renda mensal dos taxistas.

De acordo com o Mobile Time, a Easy Taxi apontou que o aumento da taxa é iminente, já que a margem atual dos serviços mobile é baixa e bancada principalmente por investidores externos. No exterior, a Easy Taxi cobra uma média de 10% a 15% de suas corridas in-app.

Para complicar, serviços como o Uber vem ganhando tração entre os usuários finais, rivalizando com taxistas e cobrando taxas médias de 20% sobre os motoristas cadastrados.

O Wappa, outro app de grande porte mas com foco somente em corridas corporativas, afirmou ao site que por enquanto mantém a sua taxa em 10%, mas que está monitorando o movimento do mercado.

Centro de um boom no Brasil nos últimos anos, os apps de táxi receberam milhões em investimentos para brigar no país. O do Easy Taxi somou mais de R$ 145 milhões em investimentos desde o seu início em 2011. O 99Taxis, só no ano passado, recebeu aportes da ordem de R$ 130 milhões.

Em 2014, Tallis Gomes, CEO e fundador da Easy Taxi, fez uma declaração agressiva sobre quem ia sobreviver no segmento. "Vai sobreviver quem tiver o bolso mais fundo. Não vai durar muito tempo, não", disparou Gomes. Entretanto, agora vem a cobrança da conta.