A Telefónica Open Future anunciou Renato Valente como seu novo country manager no Brasil. Foto: Divulgação.

A Telefónica Open Future anunciou Renato Valente como seu novo country manager no Brasil. A área compreende as iniciativas relacionadas a empreendedorismo e inovação aberta da companhia.

A unidade inclui a aceleradora Wayra, os espaços de crowdworking e os fundos de investimento Amerigo e Telefónica Ventures.

Valente, que nos últimos meses foi coordenador de aceleração da Start-Up Brasil, substitui Carlos Pessoa, que esteve à frente da aceleradora Wayra por três anos e recentemente assumiu a liderança da Coursera na Améria Latina.

Antes de ingressar no Start-Up Brasil, Valente atuou na IBM por quatro anos. Entre 2005 e 2007, fez parte da equipe da TAM.

O profissional também é co-fundador da Ocapi, startup que neste ano vendeu sua operação brasileira e latino-americana para a Reamp. A startup é proprietária de plataformas focadas em otimizar campanhas de publicidade e tem contratos com Globo, Terra e Netshoes.

A Ocapi foi acelerada pela Wayra, do Grupo Telefónica, e participou da Turma 1 do programa Start-Up Brasil. 

Formado em administração de empresas (FAAP), pós-graduado em gestão de negócios (ESPM), fez especialização no IESE de Barcelona e atualmente cursa MBA no Insper. 

Em 2016, a Telefónica Open Future tem como estratégia no Brasil colaborar com parceiros públicos e privados, que tenham a inovação entre suas prioridades, com espaços de crowdworking e desenvolvimento de startups.

A Wayra conta com 13 academias em 12 países. No Brasil desde 2012, a aceleradora investiu R$ 5,8 milhões em 49 empresas digitais no país. A iniciativa oferece um pacote de aceleração com investimento de US$ 50 mil por uma participação minoritária de até 10% na empresa e até 12 meses de aceleração.