João Doria aproveitou para fazer uma selfie com os executivos da AWS. Foto: https://www.flickr.com/photos/governosp/

A AWS vai investir R$ 1 bilhão nos próximos dois anos para expansão de sua infraestrutura em nuvem na América do Sul, oferecida a partir de um data center em São Paulo.

O anúncio foi feito pelo governo de São Paulo, depois de uma reunião do governador, João Doria, com o vice-presidente mundial de Políticas Públicas da Amazon Web Services, Shannon Kellogg.

“Com esse investimento importante da AWS, empresa de computação em nuvem da Amazon, vamos gerar mais emprego, tecnologia e oportunidade também para as startups, inserindo o Estado de São Paulo no contexto mundial”, salientou Doria.

Na verdade, é um pouco mais difícil saber na prática o que o investimento significa. 

A AWS abriu um data center em São Paulo em 2012, mas a empresa é uma caixa preta no país, raramente compartilhando alguma informação que permita ter uma ideia mais exata do tamanho da infraestrutura no país.

Nesse sentido, R$ 1 bilhão, ou cerca de US$ 235 milhões em um momento de altas históricas do dólar, pode ser apenas um cifra redonda apropriada para um anúncio público depois de uma reunião.

O valor poderia ser apenas o investimento já projetado em ampliação, não um verdadeiro salto no tamanho da infraestrutura.

Um indício nesse sentido é que há tempos vem circulando rumores sobre um novo investimento da AWS na América do Sul, com especulações de valores maiores. Nenhuma delas envolvia São Paulo.

Em 2018, começou a circular a informação que a empresa estaria considerando construir um novo data center na região sul do Chile, país que já tem um centro de dados do Google.

O governo chileno ofereceria incentivos fiscais e a ampliação da rede de fibra óptica para a região Sul da Patagônia.

Outro concorrente seria a Argentina, onde o destino seriam os distritos de Bahia Blanca e Coronel Rosales, em Buenos Aires. Os argentinos teriam como atrativos uma economia maior e algumas startups bem sucedidas como OLX e Mercado Livre. 

O investimento é especulado em US$ 800 milhões.

Por último, em agosto do ano passado, o rumor na imprensa cearense era que a AWS construiria um data center no estado, presumivelmente pela presença de cabos de fibra ótica submarina.