Procura por home office injetou valor em companhias como Zoom, Slack, Ring Central. Foto: Pexels.

Cinco empresas de tecnologia, que oferecem serviços relacionado ao home office, estão valorizando as suas ações nos últimos dois meses por conta do surto do novo coronavírus, que está fazendo mais pessoas trabalharem em casa.

O preço das ações da Zoom Video Communications, fornecedora americana de videoconferência, tiveram um salto de 71% entre 2 de janeiro e 3 de março deste ano. Elas subiram para US$ 117,47 por ação, o valor mais alto desde a abertura de capital da empresa, em abril do ano passado.

Já a Slack, plataforma de mensagens instantâneas, viu o preço de suas ações subir em US$ 28,44 por ação em 21 de fevereiro, um aumento de 23,5% desde o início de 2020. As ações caíram um pouco, ficando em US $ 26,92 e resultando em uma alta real de 17%.

O valor da RingCentral, fornecedora de comunicações unificadas e colaboração, aumentou para US$ 225,90 por ação, o que representa 30%, desde o início do ano. Em 19 de fevereiro, as ações chegaram a atingir US$ 248,79.

A dinamarquesa GN Store Nord, proprietária marca global Jabra, especializada em equipamentos de áudio e vídeo, também atingiu um mercado de ações alto desde o início do ano.

Até agora, a subida foi de 21%, para um valor que equivalente a US$ 57,18, depois de atingir o máximo de US$ 61,42 em 19 de fevereiro, mesma data da alta da RingCentral.

A Dropbox teve um aumento de 7% em suas ações. No entanto, elas chegaram a disparar 24% até 21 de fevereiro, para US$ 22,45, antes de cair no final do mês.

Muitas empresas também estão aproveitando o surto para liberarem amostras dos seus produtos, como uma forma de ajudar no esforço de aumentar o uso de home office, e, ao mesmo tempo, promover suas soluções.

Cisco, Google e Zoom estão oferecendo videoconferência gratuita ou com limitações de tempo mais generosas.

A Zoom foi a primeira a anunciar, no final de fevereiro, que deixaria gratuito o prazo de 40 minutos em seus produtos para usuários da China.

Seguindo o exemplo da Zoom, a Google lançou o acesso gratuito à versão premium do Hangouts Meet a todos os clientes do G Suite e G Suite for Education. 

A ferramenta permite reuniões maiores, de até 250 participantes por chamada, assim como transmissão ao vivo para até 100 mil espectadores.

Já a Cisco está oferecendo licenças do Webex Business gratuitas de 90 dias, permitindo reuniões de até 100 participantes para clientes existentes e parceiros.

A LogMeIn também está oferecendo o que chama de kits de emergência para trabalho remoto, com uso gratuito de seus produtos por três meses.

Segundo o reporte mais recente da Organização Mundial da Saúde (OMS), o surto do coronavírus tem um total  93.090 casos confirmados globalmente, em 76 países.

Mais de 86% dos casos são na China, epicentro da doença. Nos Estados Unidos, 108 já foram confirmados e, no Brasil, já se fala em quatro casos importados da Itália, onde há mais de 2,5 mil infectados.