Furnas já realizou 11 automações com tecnologia da Automation Anywhere. Foto: Divulgação/ Furnas.

Tamanho da fonte: -A+A

Furnas, uma das maiores hidrelétricas do Brasil, adotou uma solução de automação robótica de processos (RPA, na sigla em inglês) da Automation Anywhere, em um projeto com consultoria da Certsys. 

Com um investimento de R$ 700 mil já foram reduzidos R$ 231 mil em custos, em média, por mês. Já foram realizadas 11 automações no sistema. 

O robô mais recente desenvolvido pela Certsys começou a atuar na Superintendência de Contabilidade de Furnas, na área Jurídico Tributária, coletando processos deliberados pelo Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (CARF) e elaborando relatórios diários.

De acordo com Piñeiro, as áreas Contábil Tributária e Patrimonial são as próximas prioridades para implementação de RPA, com o desenvolvimento de automação chegando a quatro novas áreas.

“A automação tem que ser adaptável aos processos preexistentes, e precisa ter resultado imediato e prático, liberando colaboradores para outras tarefas não-repetitivas e acelerando a dinâmica de trabalho”, explica Ramon Cordeiro, Head de Automação RPA.

Um sistema de RPA funciona de forma diferente de uma ferramenta de automação de workflow na medida em que o sistema "aprende" a executar a tarefa copiando os movimentos do usuário na interface gráfica.

De acordo com o Gartner, 85% das grandes empresas terão adotado alguma automação para tarefas repetitivas por meio de software até 2022, como validação cadastral, transferência de informações em grande escala e integração de sistemas.

A Certsys foi criada em 2007 na Universidade de São Paulo, tem em seu portfólio clientes como Ambev, Banco Votorantim, Bradesco, Itaú e Santander. No ano passado, a empresa entregou outro grande projeto com tecnologia da Automation Anywhere no Sistema Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep). 

Fundada em 2003, a americana Automation Anywhere é líder do mercado de RPA com mais de 4 mil clientes, incluindo nomes como Accenture, Cisco, Dell EMC, Hitachi, IBM, LinkedIn, MasterCard, Unilever, Volkswagen e a Organização Mundial da Saúde.