Ilson Rezende, CEO da DB1. Foto: Divulgação.

A DB1 Global Software, empresa de desenvolvimento de software com matriz em Maringá, conquistou a certificação MPS.Br no nível A de maturidade. A empresa é a primeira do sul do Brasil a receber o nível A do programa.

Lançado pela Softex em 2003, o modelo MPS.BR é espelhado nos níveis do CMMI, um padrão internacional de qualidade de software criado pela universidade americana de Carnegie Mellon.

Segundo a Softex, foram realizadas cerca de 671 avaliações MPS.BR até 2015. Dessas, apenas 9 delas foram do nível A, o equivalente a 1% do total. Em 2013, a DB1 já havia conquistado o nível 3 do CMMI.

Na DB1, a implantação do modelo foi realizada pela SWQuality. A avaliação foi feita pela empresa Implementum do Rio de Janeiro.

Segundo Ana Regina da Rocha, uma das responsáveis pela definição e evolução do MPS.Br, o alto grau de formação da equipe da empresa foi um dos fatores importantes para a certificação.

Além disso, ela destaca que a empresa é madura em medição, com as decisões sendo tomadas com base em indicadores relacionados aos objetivos estratégicos. 

“Existem TVs em diversos locais da empresa com visualização atualizada de indicadores. O amadurecimento em medição é pré-requisito fundamental para atingir a alta maturidade e ter controle estatístico de processos e modelos de desempenho”, explica.

O CEO e acionista da DB1 Ilson Rezende afirma que a avaliação MPS.Br é importante para a empresa pois irá gerar economia, redução custos e melhorar a qualidade dos produtos e serviços.

A DB1 fechou 2015 com faturamento de R$ 16,7 milhões, um crescimento de 17% na comparação com 2014. Para 2016, a estimativa é alcançar R$ 23 milhões em receita, fechando o ano com um crescimento de aproximadamente 37%.

No final do ano passado, a DB1 se tornou uma companhia S.A. A lista de clientes da empresa  inclui organizações como Cooperativa Agrária, Aldo, Cocamar e Banco BMG