André Frederico, diretor de Desenvolvimento Corporativo da Tivit. Foto: Divulgação.

A Tivit investirá R$ 170 milhões na América Latina em 2015. Deste valor, 65% será destinado ao crescimento das operações, incluindo infraestrutura e conquista de novos clientes. Já 35% do capital será aplicado em atualizações tecnológicas para suportar os serviços oferecidos atualmente

A expectativa da companhia é manter o ritmo de crescimento neste ano e atingir um faturamento de R$ 2,5 bilhões, um aumento de cerca de 20% sobre 2014. 

"Para atingir nossas metas, iremos adotar uma estratégia de crescimento orgânico e vendas cruzadas, estendendo contratos com os clientes existentes e oferecendo novos serviços em nosso portfólio", explica André Frederico, diretor de Desenvolvimento Corporativo da Tivit.

Segundo a empresa, as áreas de cloud computing, segurança da informação e smart systems são consideradas estratégicas, com a expectativa de se fortalecerem mais neste ano. Verticais como meios de pagamento, bancos, seguradoras e utilities também permanecem no planejamento da empresa.

Depois do Brasil, as maiores operações da Tivit na América Latina estão no Chile e na Colômbia. A expectativa de crescimento para os países é de 10 à 15%, com a adoção de uma estratégia de crescimento orgânico e venda cruzada. 

Os setores de utilities, mineração e varejo estão entre as principais verticais do mercado chileno. 

Já a Colômbia também compartilha da expertise em utilities e traz sua experiência no segmento de óleo & gás para o portfólio atual da companhia.

No ano passado, a Tivit fechou seu balanço com um faturamento de R$ 2 bilhões.