A Lojas Marisa VAI implementar o software de gestão de recursos humanos SuccessFactors. Foto: Divulgação.

A Lojas Marisa, maior rede de moda feminina do país, fechou um contrato para implementar o software de gestão de recursos humanos SuccessFactors, da SAP.

A informação faz parte da divulgação de resultados do trimestre da multinacional  alemã. De acordo com a SAP, a Marisa ainda não definiu quem vai fazer a implementação da ferramenta.

O comunicado da SAP não dá maiores detalhes sobre o escopo do contrato, afirmando apenas que o objetivo é “padronizar, simplificar e otimizar os processos de RH”.

O potencial, no entanto, é grande. A Lojas Marisa tem quase 400 lojas no país e cerca de 15 mil funcionários.

Num nível mais macro, a empresa introduziu em junho de 2016 um plano de profissionalização, começando com a ida para o conselho de administração de Márcio Goldfarb, integrante da família fundadora, e a contratação de Marcelo Pereira Araújo (ex-Grupo Libra, CSN e Natura) para a presidência.

A SAP investe faz tempo para fazer decolar no país o SucessFactors.

Quando foi adquirida pela SAP em dezembro de 2011 por uma bolada de US$ 3,4 bilhões, a SucessFactors tinha uma base pequena no país (um dos clientes, no entanto, era a Natura).

No ano passado, a empresa inaugurou um data center dentro da infraestrutura da Equinix para hospedar a aplicação.

O investimento no centro, preparado para atender clientes em toda América Latina, foi de R$ 19 milhões.

A Marisa já havia fechado  um grande contrato com a SAP em 2006 para implementação de um software de gestão. Três anos depois, o Grupo ASSA vendeu alguns softwares da multinacional alemã focadas no varejo.

Em 2014, foi a vez da Oracle divulgar ter fechado um projeto para para implementação do sistema de gestão Oracle Retail 14 na varejista de moda feminina. 

O pacote adquirido na época incluía diversas soluções integradas do Oracle Retail Merchandise Planning and Optimization, entre as quais Assortment Planning, Merchandise Financial Planning, Item Planning, Demand Forecasting, Size Profile Optimization, Clearance Optimization Engine e Allocation.

Na ocasião, questionada pela reportagem do Baguete, a Oracle revelou que o projeto envolvia a substituição de ferramentas da concorrente SAP.