Foto: flickr.com/photos/stirwise

Apesar da resistência das operadoras, seis grupos de telecomunicações com operação no Brasil entregaram propostas para o leilão de faixas de frequência para Internet móvel de quarta geração (4G), marcado para 12 de junho, na Anatel.

Os grupos são Claro, TIM Participações, Vivo, Oi, Sky e Sunrise.

Também se credenciaram a Americel, do mesmo grupo da Claro, e a Intelig, que pertence à TIM.

Com a entrega da documentação, os grupos confirmaram a intenção de participar do certame.

Os técnicos da Anatel vão agora examinar o material apresentado para checar se todos os documentos exigidos foram entregues.

Segundo o publicado pelo jornal Valor Econômico, a expectativa é que a Vivo e a Claro concorram especialmente nos lotes de frequências de cobertura nacional na faixa de 2,5 Gigahertz (GHz), que é a frequência internacionalmente usada para o serviço de 4G.

As prestadoras de TV por assinatura devem disputar os lotes regionais, que vão permitir a conexão à internet de alta velocidade associada ao serviço de TV paga.

Ainda persiste a dúvida, porém, se haverá empresas interessadas na licença de serviços para a zona rural, com 450 MHz.

Esta outorga será oferecida em um único lote, o primeiro deles, diz o jornal. Caso não existam interessados, será vendido juntamente com as quatro licenças nacionais de serviços de 4G.

De acordo com o cronograma da licitação, a abertura dos envelopes com os lances das empresas ocorrerá na terça-feira (12).

Até lá, a comissão de licitação deve checar os documentos apresentados pelas empresas.