COVID-19

São Paulo libera reabertura de escritórios

05/06/2020 15:16

O funcionamento já estava liberado na capital paulista, mas agora é possível atender ao público.

Nesta semana, a capital paulista registrou uma média 2,3 mil casos de Covid-19 ao dia. Foto: Governo do Estado de São Paulo.

Tamanho da fonte: -A+A

A Prefeitura de São Paulo liberou a reabertura gradual de escritórios com atendimento ao público, assim como concessionárias. A medida entra em vigor nesta sexta-feira, 5.

Para a abertura, o atendimento deve ser de até quatro horas por dia e o público deve ser limitado a 20% da capacidade total, com uso obrigatório de máscaras para funcionários e clientes.

A temperatura precisa ser medida na entrada e os horários de abertura e fechamento não podem ser entre 7h e 10h ou entre 17h e 20h, considerados os horários de pico.

Nos locais, o espaçamento deve ser de 1,5 metro entre as pessoas, com uso de demarcações e barreiras físicas. 

As empresas precisam disponibilizar álcool gel 70%, água, sabão e toalhas descartáveis, além de intensificar as medidas de limpeza, com reforço na higienização dos sistemas de ar condicionado.

Será necessário informar e orientar funcionários, parceiros, colaboradores e clientes sobre o cumprimento das principais medidas adotadas, assim como apoiar a testagem de casos suspeitos entre funcionários.

Mesmo permitindo a reabertura, a recomendação é estimular o home office, principalmente para quem tem filhos pequenos e para integrantes de grupos de risco para Covid-19.

Até então, escritórios e concessionárias já podiam funcionar na capital paulista durante a quarentena, mas sem atendimento ao público.

Nesta semana, a cidade de São Paulo registrou uma média 2,3 mil casos de Covid-19 ao dia. Entre segunda-feira, 1º, e quinta-feira, 4, a cidade contabilizou 9.234 novos casos da doença. O número é 28% maior do que o registrado nos mesmos dias da semana passada.

Veja também

SOCIAL
São Paulo digitaliza entrega de refeições com Microsoft

Por meio do Power Apps, Prodesp criou aplicativo para cadastro de moradores de rua.

ECONOMIA
São Paulo anuncia retomada gradual

A partir de 1º de junho, estado é dividido em regiões de acordo com a gravidade da situação.

COVID-19
São Paulo prorroga quarentena até 31 de maio

Somente os serviços essenciais permanecem autorizados a funcionar no estado.

NOVO NORMAL
BMG: home office até o início de 2021

No ano que vem, o trabalho em casa deve ser ampliado.

FUTURO
Multinacionais vão aderir ao home office em peso

Pesquisa mostra que 73,8% das empresas vão manter trabalho em casa depois da pandemia.

NOVO NORMAL
Zenvia estende home office até o final de 2020

Em pesquisa, maioria dos 270 colaboradores apontou que prefere não retornar por enquanto.

ESTRATÉGIA
Stefanini terá virada para home office

Meta da empresa é ter metade do quadro em home office em até 18 meses.

CRISE
Indústria: 66% não demitiram

Estudo encomendado pela CNI ouviu 1.017 executivos em todas as regiões do Brasil. 

FUTURO
Oi mais aberta para o home office

Gestores estão dispostos a ampliar a quantidade de dias de trabalho em casa no futuro.

TALKS LIVE
Home office: os principais desafios para CIOs

Mara Maehara, da TOTVS, e Janet Dinio, da Vicunha Têxtil, falaram sobre o momento nas empresas.