Baguete
InícioNotícias> Cotidiano aplica R$ 2 milhões em startups

Tamanho da fonte:-A+A

ACELERADORA

Cotidiano aplica R$ 2 milhões em startups

Júlia Merker
// terça, 05/07/2016 11:39

A Cotidiano, fundada neste ano, acaba de iniciar seu primeiro programa de aceleração. Idealizada por sete executivos do setor de Tecnologia da Informação, a empresa nasceu em Brasília.

Wesley Almeida, CEO da Cotidiano. Foto: Divulgação.

Ao todo, estão previstos para este ano R$ 2 milhões em investimentos em 10 empresas, sendo R$ 1 milhão em aporte financeiro e mais R$ 1 milhão em serviços disponibilizados por meio de rede de parceiros. 

Em dois meses, a Cotidiano recebeu mais de 100 inscritos para participar do primeiro grupo de aceleração. Entre todas as empresas inscritas, foram selecionadas quatro, que iniciaram o programa de aceleração em maio. São elas: Banco Maré, Bike Registrada, Nutrieduc e Wecare.

O modelo de negócios da Cotidiano tem como base três pilares principais: identificação de startups que visem receber os investimentos Série A; contato e intermediação com fundos de investimentos; e promoção da TI Bimodal em empresas líderes em seus segmentos, ajudando a criar pequenos grupos que se dediquem à Transformação Digital.

O CEO da aceleradora é Wesley Almeida, que antes de fundar a organização atuava como CTO da Vert, onde trabalhou por 5 anos. Ele também foi sócio de empresas como PixIdea e Harpia Tecnologia e Consultoria.

Os outros fundadores da Cotidiano são André Casimiro Costa, diretor de vendas para governo da Huawei; André Faria, diretor de negócios para governo da Cast Informática; André Fróes, diretor de vendas da Vert; Paulo Frosi, diretor executivo da Cast; Daniel Zapelini, executivo de contas da Cast e Jose Teixeira, executivo de contas da Pure Storage.

“Queremos desenvolver uma visão de negócios digital, com combinação de novas tecnologias gerando receita e valor. Acreditamos que todo líder deve ser um líder digital e que as novas lideranças vão surgir de propostas inovadoras. Como a Cotidiano nasceu por meio de profissionais do setor de TI, sabemos muito bem que a tecnologia pode revolucionar o produto final de uma empresa”, ressalta Wesley Almeida, CEO da Cotidiano.

Ao fazer parte da turma de aceleração, além de receber R$ 100 mil em aporte, a empresa tem acesso a uma ampla rede de contatos, serviços e mentores que ajudarão a desenvolver as ideias. 

O programa é desenvolvidos em sete semanas de imersão, cada uma delas com focos específicos de desenvolvimento. Na primeira, o foco principal é conhecer a fundo o mundo e a transformação digital. Na segunda semana, o objetivo é abordar e entender o real problema do cliente e o tamanho do mercado no qual a startup esta inserida.

Na terceira semana, o foco é a solução, para que os serviços atendam às necessidades dos clientes. Posteriormente, o trabalho é focado em estudar como gerar receita com o negócio.

A quinta semana é destinada a avaliar o que a  empresa fará para atrair o cliente. Depois, o foco é na operação da startup, analisando desde como reter talentos até a revisão de processos. Após avaliar e receber suporte em todos estes temas, é hora de se preparar e avaliar os investidores de risco.

“Reunimos um grupo de mentores e profissionais especializados para ajudar e auxiliar em todos estes itens essenciais para o negócio acelerar. Passadas as sete semanas de validação das propostas, será promovido o Demo Day das empresas aceleradas. Neste momento, apresentamos os projetos para empresários, clientes e potenciais investidores”, explica Almeida.

Júlia Merker