E aí, o que vai ser quando crescer? Foto: divulgação.

Para ajudar estudantes de 15 a 19 anos que vivem o dilema de escolher uma carreira na saída do ensino médio, a PUC-PR desenvolveu uma solução curiosa: o Medidor de Certeza.

O equipamento usa tecnologia semelhante a usada em um polígrafo - o famoso detector de mentiras - que avalia a veracidade das informações em um depoimento. Ele será uma das atrações da feira Planeta PUC, que será realizada em Curitiba do dia 08 a 10 de agosto.

A feira reúne profissionais de diferentes áreas para apresentarem os mais de 60 cursos da universidade, além de atividades interativas que auxiliam estudantes na escolha da profissão.

No Medidor de Certeza, a análise é feita pela precisão e timbre da voz do estudante, além de registros de mudanças no batimento cardíaco. Para fazer o teste, o estudante entra na cabine do Medidor de Certeza e conecta-se à máquina via Facebook.

Passa por uma medição da pressão e responde algumas perguntas cadastrais como nome, idade etc, com o objetivo de calibrar o tom de voz, e uma pergunta sobre qual o curso escolhido.

A partir daí, o Medidor de Certeza mostra mais quatro novas perguntas para que o estudante explique como chegou àquela decisão e o que espera da profissão. A ferramenta identifica alterações e suas causas (mentira, excitação, exagero ou conflito cognitivo).

O estudante leva para casa um relatório com o resultado, que pode ser compartilhado em sua timeline no Facebook.

“O objetivo não é dar um veredicto sobre a escolha, mas sim mostrar aos estudantes a importância da decisão. É importante frisar também que não se trata de um teste vocacional", explica Stephan Younes, diretor de marketing do Grupo Marista, mantenedora da PUC-PR.